Dominar a escrita eficiente é indispensável para quem deseja ter uma boa comunicação. Saber organizar os pensamentos, sintetizar e desenvolver ideias são características requisitadas no mercado de trabalho. Por isso, vale a pena ficar ligado em algumas dicas para aprimorar a competência. Saiba mais!

Segundo levantamento do New York Times, 89% dos empregadores veem a competência de interlocução como um quesito fundamental para contratar e reter colaboradores em seus quadros funcionais. Para ter uma fala assertiva, algumas dicas são:

  1. Efetividade: falar o certo no momento correto e para a pessoa adequada.
  2. Responsabilidade: poder de persuasão e influência.
  3. Ausência de julgamentos, empatia e escuta ativa: atenção e respeito aos sentimentos e ideias alheias.

A relevância da escrita

Entretanto, o quesito oral é apenas parte da interação em um ambiente de trabalho. Muitas mensagens são trocadas via meios digitais, como e-mails, grupos de Whatsapp e intranets organizacionais. Logo, saber expressar informações no modo escrito é imprescindível para quem almeja o sucesso corporativo.

A habilidade serve para ordenar conceitos, resumir projetos, criar argumentos robustos e levar o leitor a uma determinada conclusão. Se mal empregada, pode gerar duplo sentido e transmitir o dado incorreto. Portanto, quem escreve bem conquista um lugar de destaque como referência na vida pessoal e profissional.

“O mercado de trabalho está mudando a uma velocidade impressionante. Entretanto, um dos elementos já necessário e cada vez mais pedido no futuro é a capacidade do funcionário se comunicar de forma adequada. Tenha domínio das relações interpessoais, como trabalho em grupo, empatia e, também, a comunicação”, explica Sandro Bier, escritor e editor. 

Como desenvolver a habilidade?

De acordo com pesquisa do Nube, mais da metade dos candidatos são reprovados em processos seletivos devido a erros de português. O estudo levou em conta candidatos aspirantes a uma vaga ao longo de 2018. Eles passaram por um ditado com 30 palavras cotidianas e, quando obtinham mais de sete erros, eram eliminados. Por isso, vale a pena procurar formas de dominar melhor o idioma. Na visão de Mauro Muniz, psicólogo, teólogo e escritor, uma das maneiras de fazer isso é pedindo a opinião de terceiros. 

“É preciso ter exposição, para outras pessoas dizerem se o seu texto é bom ou não. Além disso, vale ter atenção ao fundamento gramatical. Geralmente, os escritores se comunicam mal devido a falta de atenção com esse ponto. A leitura é relevante para trazer inspiração e mostrar a técnica de outros autores, permitindo a evolução na habilidade”, orienta o especialista. 

Como melhorar o português?

A correta escrita das palavras e frases faz toda a diferença na interlocução. Algumas dicas para se aprimorar nas regras de português são:

  1. Cultive o hábito de leitura e assista bons jornais para assimilar a fala correta.
  2. Faça cursos para melhorar sua instrução.
  3. Peça para outros apontarem seus vícios de linguagem.

Se você já é inscrito aqui no site, aproveite para fazer o teste ortográfico gratuito e medir seus conhecimentos. Se ainda não é, cadastre-se gratuitamente agora mesmo! Afinal, a boa escrita não é um dom advindo do nascimento. É possível criar e aprimorar essa competência. Pode ser entendido como um tripé: é resultado da leitura, aprendizado e da prática; qualquer pessoa pode atingir. Por isso, invista em seus conhecimentos!

Quer saber mais? Então, assista o novo programa Conexão Ilimitada da TV Nube.

Compartilhe

Assista também