Atualmente, muito se fala sobre empoderamento feminino. Diversas conquistas foram alcançadas e, cada vez mais, as mulheres ganham voz e espaço na sociedade. Contudo, quando falamos de mercado de trabalho, ainda há muito a se conquistar. Saiba mais em nossa matéria!

De acordo com Luara Passareli, gerente de Recursos Humanos, o mais importante são as competências do profissional, independentemente de qualquer coisa. “O gênero não vai interferir no modo como ele ou ela vai realizar suas atividades”, explica.

Segundo pesquisa da Global Gender Gap Report 2017, a igualdade salarial entre homens e mulheres pode levar mais de 200 anos para ser atingida. No entanto, a especialista garante: quem já pensa em alcançar esse equilíbrio, terá resultados significativos.

Na equipe de Lucas Garcia, coordenador de desenvolvimento da Total IP,  claramente, há mais homens. No entanto, para ele ter um perfil diversificado em sua equipe é o ideal, o importante é observar a habilidade da pessoa.

Ficou curioso e quer entender mais sobre o assunto? Então, assista nossa matéria agora mesmo!

Compartilhe