A entrada no mercado de trabalho é um dos momentos mais aguardados pelos jovens. De forma direta, qualquer estudante, maior de 16 anos, pode mergulhar no mundo corporativo e dar a largada com o pé direito na carreira. Quem conquistar essa oportunidade, logo no início de sua formação, estará preparado para os desafios e futuros processos seletivos. Afinal, por que essa estratégia é imprescindível?


Segundo a legislação federal, quem pode estagiar?

Quando olhamos a legislação do país, especificamente o artigo primeiro da Lei do Estágio, basta estar matriculado e frequentando o ensino médio, técnico, superior, especial ou os anos finais do ensino fundamental na modalidade profissional da educação de jovens e adultos (EJA).


Qual área posso atuar?

Levando em conta quem ainda não chegou na graduação, as vagas são diversificadas e não exigem conhecimento prévio, pois o candidato aprenderá durante a vigência do contrato. No entanto, a maioria delas é voltada para o atendimento ao público, seja presencialmente, por telefone, chat, e-mail etc. Recepção, comercial, produção, logística e organização também estão presentes na lista. Já para quem está mais à frente, há uma variedade de campos de atuação.

Para a gerente de relacionamento do Nube, Camila Garcia, “é muito produtivo ao estudante de 16 ou 17 anos participar do time de atendimento de uma empresa, ele desenvolverá melhor sua comunicação, português, escrita e fala. Além, claro, do senso de urgência, necessidade do cliente etc.”

Com a Camila foi exatamente assim: passou por diferentes setores, desde RH, contabilidade e metalúrgica. Ela relata as vantagens para quem vivencia esse período. “Essa fase te proporcionará a chance de adquirir experiência, conhecer outros departamentos, se desenvolver, te colocar à frente dos seus concorrentes e até mesmo encontrar sua paixão. Não obstante, tanto a base teórica como a prática são pilares essenciais, principalmente para quem já se formou.”


Estágio durante a graduação

De acordo com último Censo da Educação Superior do Inep/MEC, de 2018, existem 8.450.755 universitários e desses, segundo a Associação Brasileira de Estágios (Abres), 8,12% estagiam. Com isso, esse grupo tem a vantagem de aprimorar o lado pessoal e profissional. Flavio Gussi é estudante de Sistemas de Informação, da Uninove - Campus Memorial, em São Paulo, SP, e aguarda a efetivação na Suse - soluções de software. “Sempre tive curiosidade em saber como as tecnologias funcionam. Aqui pude aperfeiçoar as informações ministradas e assimilar melhor. Também senti diferença na minha autoconfiança no dia a dia, isso tudo graças ao acolhimento de todas as pessoas com mais bagagem da equipe.”

Em relação às instituições de ensino, quem opta por esse caminho passa a ter mais interesse pelas aulas. O professor de comunicação social, da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ), Jairo Faria, consegue notar a mudança. “É fácil perceber isso. Os discentes ficam mais seguros, motivados e assimilam melhor o conteúdo proposto. Enquanto aqui, conosco, existe um ambiente controlado e os erros são vistos como parte do processo do educando, o cotidiano do cargo escolhido mostrará a rotina de cobranças, pressão e responsabilidades.”

De acordo com o último Censo do Ensino Superior, realizado pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo (Semesp), em 2019, a taxa de evasão das instituições privadas e presenciais foi de 30,7%. Na opinião de Faria, “a monetização viabiliza os estudos, tendo em vista a vinda de muitos alunos de baixa renda, ou a permanência na cidade de São João del Rei, por exemplo, pelo fato de existir uma parcela de acadêmicos de todos os cantos do Brasil. Por fim, ele passa a ter maiores perspectivas quanto a vida depois da formatura”.


Existe idade máxima?

Assim como não existe limite para iniciar a faculdade, também não há idade máxima para estagiar. Inclusive, isso é uma realidade em diversas empresas. Daiana Araujo, do setor de Gestão de Talentos, da CSA, relata: “contamos com estagiários acima de 30 anos. Basta ter talento e vontade de aprender.”
A partir de qual período posso estagiar?

Isso dependerá exclusivamente do projeto pedagógico da instituição ou do curso frequentado. Em grande parte, a partir do momento da efetuação da matrícula, já é permitida a iniciação de um estágio. Entretanto, em outros, existem regras e elas variam conforme as diretrizes internas.


Oportunidades para quem tem entre 14 e 24 anos

Se você tem de 14 a 24 anos ou não estuda em uma instituição regulamentada pelo MEC, o programa Jovem Aprendiz é uma maneira de conquistar o seu primeiro emprego. Para saber mais sobre, acesse esta matéria.

No Nube você encontra diversas vagas feitas para o seu perfil, basta cadastrar o seu currículo e mantê-lo sempre atualizado. Também temos treinamentos gratuitos voltados para o marketing pessoal, gestão de tempo, carreira e como ter sucesso em um processo seletivo. Aqui você também encontra dicas para entrevistas. No mais, boa sorte e conte conosco!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe