Diante das mudanças ocasionadas no mercado pelo impulsionamento da transformação digital desde o início da pandemia da Covid-19, as empresas B2B vivenciam um processo acelerado de renovação. Além das atividades operacionais otimizadas, novos canais de vendas e de relacionamento são construídos. Atentar-se a isso é essencial, afinal, o amanhã incerto impacta tanto estagiários, aprendizes, líderes, efetivos e empreendedores. 

Omnicanalidade da comunicação

O fortalecimento da comunicação omnichannel é praticamente inevitável, tanto nas indústrias e instituições varejistas, quanto nos demais setores de atuação.Para Yuri Fiaschi, vice-presidente global de vendas da Infobip, “mesmo já sendo bastante utilizado pelas marcas as quais conversam diretamente com o consumidor final, a omnicanalidade é essencial no B2B para a construção de um relacionamento sólido e ágil entre as entidades. Estar presente em múltiplos canais, tanto para vendas, quanto para a realização do atendimento, possibilita a realização do desenvolvimento das operações de modo mais estratégico, acompanhando a digitalização e às mudanças".

E-commerce cada vez mais mobile

O e-commerce, ao invés do comércio físico, está cada vez mais acelerado e agora a previsão é ter vendas realizadas via mobile. De acordo com o último relatório da Adjust, ferramenta de mensuração de marketing dos dispositivos móveis, o Brasil registrou o segundo maior número de downloads de apps de vendas eletrônicas no mundo e a América Latina obteve um crescimento de 27% de tempo de uso desse tipo de aplicativo em 2021, mostrando a força das compras por celular no continente.

Como resultado dessa mudança, uma série de grandes varejistas, como a Sephora, mudaram seu orçamento interno para se concentrar mais em publicidades para celulares em relação às lojas físicas. Para navegar nesse espaço competitivo, os profissionais  precisarão se concentrar na criação de experiências convenientes entre devices, além de incentivar e reter seus usuários com sucesso.

Metaverso em diversas áreas

A Blitzar, por exemplo, vem oferecendo como plataforma de eventos digitais, a experiência de integrar as iniciativas on-line com as presenciais, muito além de apenas uma nova forma de acessar ou mesmo gerenciar esse tipo de projeto. Com o metaverso em alta no final de 2021, o mercado começa a ganhar força com os hardwares e softwares evoluindo a passos largos. Com uma movimentação de milhões de dólares, esse tende a ser um grande tema.

Cibersegurança corporativa

Se as organizações e empreendedores estão se preparando para o amanhã, os cibercriminosos também seguem a mesma linha. Em todo o mundo, o sequestro de dados bateu recorde no primeiro semestre do ano passado: foram detectadas 304,7 milhões de tentativas de ransomware no período, segundo dados da SonicWall. Porém, nem tudo deve ser visto com maus olhos. O aumento dos crimes forçou investimentos em programas de conscientização e treinamento de segurança digital para combater as ações mal intencionadas e evitar a ocorrência de violações.

Novos caminhos para o CIO

O CIO passa a liderar e possibilitar inovações no topo da corporação, trazendo consigo uma preparação diferente e mais incluída no universo digital de mudanças. Isso reflete a disposição em ser reconhecido por ter gerenciado com sucesso a transformação digital. 

Open Banking 2022

Este promete ser um ano de muitas mudanças com relação ao compartilhamento de dados dos consumidores entre os bancos para desenvolverem propostas mais adequadas ao perfil de cada pessoa, com taxas e produtos mais vantajosos. Com ferramentas como o PIX e os benefícios trazidos pelo Open Banking, qualquer companhia poderá criar suas próprias soluções financeiras e meios de pagamento. 

Um shopping center, por exemplo, terá a chance de montar a sua plataforma de pagamento e oferecer aos seus lojistas. Por trás de todo esse trâmite, estão empreendimentos como a Bankly. “Fornecemos um ambiente para novas fintechs disponibilizarem os mais variados serviços financeiros aos seus clientes, sem aparecermos. É a estrutura da operação”, conclui Davi Holanda, fundador da marca.

Segundo o relatório do IDC, FutureScape: Worldwide Digital Transformation 2022 Predictions, mais da metade das atividades econômicas globais serão digitalizadas em 2022. Esse processo está moldando o futuro dos negócios e é apontado como uma das principais tendências e o bom líder deve sempre ficar antenado quanto a isso. 

Quais habilidades o profissional do futuro deve ter?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe