Os planos para 2022 já estavam traçados. As empresas estavam se adequando ao modelo de trabalho híbrido, mas a nova variante Ômicron causou um alvoroço nesses planos fazendo os CEOs adiarem a programação. O home office prevaleceu como a primeira opção diante da mudança no cenário da pandemia. Segundo pesquisa feita pela GeekHunter, 78,3% dos profissionais preferem manter esse modelo. No entanto, como assegurar o engajamento de seus funcionários e estagiários nessa onda de incertezas?

O engajamento da equipe

Com tantas modificações no mundo corporativo, é fundamental manter a equipe motivada e envolvida com os objetivos. No entanto, isso pode ser feito mesmo a distância. Sendo assim, o sócio-diretor da CBYK, Fabrício Visibeli, dá algumas dicas para ajudar os líderes nesse sentido:

Fale a mesma língua: uma alternativa é estreitar a comunicação e a confiança entre as pessoas do grupo. É preciso ter união em busca de um propósito e uma visão única de onde quer chegar. Para isso, é fundamental manter o time alinhado em relação a todas as atividades da área.

Infraestrutura: aposte em ferramentas de comunicação como WhatsApp, Meet ou Teams para gravar reuniões, debater projetos e entregas. Esses conteúdos ficam armazenados no mesmo local e depois podem ser pesquisados e revistos, facilitando o trabalho e economizando tempo.

Encontros presenciais: crie maneiras de estabelecer encontros com o time para “quebrar o gelo” e estabelecer abertura para diálogo com cada colaborador. “Essa relação mais informal também é importante para aproximar os colegas”, afirma Visibeli.

Delegue tarefas: para facilitar o supervisionamento remoto, o gestor precisa dar autonomia aos staff. Essa liberdade e maior segurança possibilitará o andamento de algumas demandas, além da aprendizagem individual e em conjunto.

As tendências em 2022

Os modelos de atuação vivem, nos últimos anos, uma revolução permanente. Algumas novidades já eram implementadas antes do surgimento da Covid-19, mas foram aceleradas pelas restrições necessárias para impedir a disseminação do vírus. De acordo com o relatório elaborado pela LLYC as pessoas se questionam agora a maneira e o motivo de estar naquela organização. Cada vez mais a população dá relevância para esses aspectos.

As áreas responsáveis pela procura de novos talentos para as companhias terão esse desafio pela frente, segundo a diretora de talent engagement da LLYC, Maria Obispo. “As instituições dedicaram muito tempo discutindo assuntos sem relevância. No contexto atual, é indispensável repensar e reforçar a cultura corporativa”, destaca.

De acordo com o levantamento, essas serão as tendências para administração de pessoal em 2022:

Do formato híbrido à autonomia: isso exigirá diálogo entre setores e sincronização. É preciso ter confiança nos integrantes e proporcionar a união entre todos para entregarem o desejado.

Desconectar para conectar: após dois anos nos quais os níveis de produtividade não se viram afetados, os dirigentes compreenderam: os colaboradores necessitam de espaço para se conectar melhor. A conquista do tempo será a fórmula preferida para melhorar o compromisso.

Workcation: trabalhar e estar de férias é possível ao mesmo tempo? Seu objetivo é oferecer aos profissionais uma melhor experiência laboral, incluir o lazer no ambiente corporativo.

Rituais para a “destribalização”: as empresas enfrentarão essa missão nos próximos meses, não para romper o sentimento de pertinência, mas para elevá-lo criando novos rituais.

Da grande fuga à reformulação cultural: nas mãos dos dirigentes não somente está revisar a forma de se comportar nesse novo cenário, mas também reformular seu posicionamento. Somente assim contarão com membros comprometidos.

Você é quem sabe: aumentará a demanda por perfis capazes de administrar e resolver um grande volume de problemas e de imprevistos.

Total Experience: a experiência do cliente (CX), do empregado (EX), do usuário (UX) e a multiexperiência (MX) devem combinar-se para poder criar um ecossistema completo dentro e fora das organizações.

Portanto, vivemos um período de novidades e, para quem deseja ser competitivo, é preciso estar por dentro dos acontecimentos no mercado. Se você pretende admitir estagiários e aprendizes para te acompanharem nessa caminhada, entre em contato com o Nube!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe