Atualmente, apesar de uma ligeira melhora no número, ainda existem 14,4 milhões de brasileiros desempregados, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Nesse contexto, se torna ainda maior o desafio de conseguir o tão sonhado emprego. Dessa forma, é preciso saber quais atitudes tomar para ter sucesso nessa jornada e quais erros não cometer.

Medidas a serem tomadas

O primeiro passo é ter consciência das suas qualidades e limitações. Sendo assim, tenha um foco e se torne cada vez melhor nessa função. “Tem muitos candidatos para cada vaga e, em certas especialidades, há baixa oferta de profissionais qualificados. Por isso, é preciso elaborar estratégias. É importante criar conexão com o recrutador, fazendo uma abordagem personalizada, seja por e-mail ou mesmo pelo LinkedIn”, explica o consultor da Yoctoo, Igor Trisuzzi.

Nesse sentido, é necessário um cuidado com as redes sociais. Dependendo da área de atuação, é aconselhável separar o perfil profissional do pessoal. A postura na Internet mostra muito sobre o indivíduo. Postagens apelativas ou depreciativas são pontos negativos e tudo isso é avaliado pelos gestores na hora de uma contratação. Hoje em dia, é fundamental ser presente no meio digital, mas possuir um conteúdo interessante.

Outra falha muito cometida é aguardar as oportunidades caírem no colo. “Tem gente com ótimos currículos e espera as empresas baterem em suas portas a qualquer momento. Sugiro criar uma lista com as organizações do seu desejo e entrar em contato com elas. É necessário se destacar em meio à multidão”, explica Trisuzzi. A demonstração de vontade pode ser um diferencial em relação aos demais.

Para isso, é essencial estudar a corporação para a qual você está tentando entrar. Dessa maneira, o nível de conversa com o recrutador é muito mais elevado, assim como as chances de causar uma boa impressão. Além disso, se a entrevista for on-line, conheça antes o aplicativo ou site da realização dela, se há uma boa conexão de Internet e garanta um ambiente silencioso, onde ninguém te interrompa. Se for presencial, se programe para possíveis imprevistos e chegue com antecedência.

Sempre bom lembrar: seja sincero. Em cada pergunta, na descrição de seu jeito, não invente. Descomplique a linguagem. Não tente dar a resposta desejada pelo dirigente, pois você não sabe qual é ela e acaba se complicando. Muitas vezes, a honestidade na conversa compensa a falta de alguma competência ou experiência. Deixe a sua marca.

Essa busca por uma oportunidade cansa, ainda mais após uma sequência de frustrações. Porém, você não pode deixar esse sentimento ruim tomar conta e te afetar em uma próxima ocasião. “O momento é complicado, mas o esforço para sair dele é crucial. Contato visual, respostas positivas, demonstrar uma boa energia e interesse de conquistar a posição chamam a atenção dos contratantes”, complementa o especialista.

Esse tempo fora do mundo corporativo deve ser usado também para se desenvolver. Atualmente, é possível fazer cursos gratuitos virtualmente. Além das capacidades técnicas, as companhias dão muito valor às soft skills. Para isso, experiências como viagens, hobbies e outras práticas fora dos estudos podem ajudar. Autoconhecimento, empatia, criatividade e inteligência emocional são alguns desses atributos.

Para a psicóloga e sócia da Degoothi Consulting, Cláudia Danienne, o principal é não ficar parado. “Converse mais com as pessoas e pense em parcerias. Um pode estimular o outro a ampliar a visão. Após uma entrevista, lembre-se de agradecer pela chance, mesmo não sendo o escolhido. Desse modo, as portas estarão abertas para indicações, ser lembrado e referendado".

Para ela, essa comunicação pode ser uma aliada no processo. “Informe a todos a sua vontade de recolocação profissional. Sinalize sua disposição para aprender, criar novas habilidades e competências. Espalhe aos quatro cantos. Quanto maior o número de pessoas sabendo, aumentará a possibilidade de chegar aos ouvidos de quem pode te contratar”, acrescenta Cláudia.

Todos têm atividades de sua preferência e talento em algo. Às vezes, isso é difícil de encontrar e precisa ser explorado, até com a ajuda de algum profissional especializado. Essa atitude pode gerar recomendações e te colocar no radar para lugares não diretamente relacionados às suas vivências pregressas. “Considere atuar em novas frentes também e se aprimorar inclusive além do business, com ações sociais e participação como voluntário”, finaliza a empresária.

Portanto, fique atento a esses pontos e se prepare, pois em breve chegará a sua vez. Se está em busca de estágio, o Nube pode te ajudar! Realize o seu cadastro gratuito no nosso site e concorra a milhares de vagas.

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe