No dia 8 de agosto, foi o fim dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Já no dia 24, iniciou-se as Paralimpíadas. Ambos os eventos servem como exemplo de superação e disciplina para todos os aspectos da vida. Com a grande usabilidade das redes sociais, os atletas puderam mostrar os bastidores e toda a jornada enfrentada para terem a oportunidade de concorrer às medalhas. Esse fato deu maior visibilidade para as dificuldades financeiras enfrentadas por eles. As quais, mesmo assim, não os impediram de realizarem o sonho de competir. Nesse sentido, conheça algumas barreiras e dicas para você conquistar seu pódio.

A relação com o dinheiro

De acordo com uma pesquisa feita pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), um terço dos brasileiros começa o mês no negativo, quase metade não se preocupa em poupar. Já 61% alegam não saber cuidar adequadamente do dinheiro. A partir disso, é notável: a falta de informações e de autoconhecimento estão entre as principais razões do endividamento e a dificuldade em lidar com o tema.

Nesse sentido, a saúde mental está intrinseca. As finanças são um dos principais causadores de estresse em 58,4% dos brasileiros, segundo o Índice de Saúde Financeira do Brasileiro. Além disso, também é o pavio para desenvolver ou agravar casos de depressão e ansiedade. Isso porque, segundo mostra o relatório do Money and Mental Health Policy Institute, quem está endividado possui três vezes mais chances de ter problemas emocionais graves.

O mesmo estudo ainda identificou: 93% das pessoas com o psicológico abalado possuem gastos acima do normal. Outros 74% têm o hábito de adiar o pagamento de contas. Isso acontece porque esses distúrbios são capazes de moldar não somente emoções, mas comportamentos, proporcionando o aumento da impulsividade, levando a consequências negativas.

Cenário esportivo

Para os atletas, o cenário não é tão diferente. No ramo, muitos deles não conseguem se manter com salário oferecido pelos clubes e se veem na necessidade de ter outro emprego paralelo, como acontece com 33 dos olímpicos brasileiros. Em outros casos, conforme mostra a pesquisa “DNA do Time Brasil”, dos 309 participantes da delegação nacional, 131 não têm nenhum tipo de patrocínio, 36 realizam permutas, 41 fazem vaquinhas para arrecadar fundos.

Competidor da marcha atlética, Lucas Mazzo recebe o auxílio da Bolsa Atleta, um programa criado pelo Ministério do Esporte, com o intuito de patrocinar atletas e para-atletas. Apesar disso, o valor fornecido é inferior ao salário mínimo e nem sempre é o suficiente para todas as despesas. “Minha família me ajudou muito, tanto com moradia, alimentação, hidratação e outras despesas. Em todo ano de 2021, recebemos apenas duas parcelas, então, se não fosse por ele, não teria conseguido. Porém, a gente sabe: nem todo mundo tem esse apoio”, conta Mazzo.
Planejamento, treino e insistência

As trajetórias dos esportistas mostram, dentre outras lições: cuidar das finanças pessoais é um passo importante para a realização de um grande sonho, seja uma medalha, um carro ou uma viagem. Para isso, é preciso desenvolver competências e habilidades sobre a educação financeira e consumo consciente. “O bem-estar financeiro é uma questão a longo prazo, a qual exige treino, estipulação de metas e insistência”, explica Rebeca Toyama, especialista em bem-estar financeiro.

Sem um plano, muitas pessoas desistem de seus sonhos por nunca sobrar dinheiro. Entretanto, Rebeca afirma: “o exercício é diário! É preciso entender: não se trata de ganhar mais para acumular muito, mas, sim, entender: dadas as atuais circunstâncias, como pode tirar o melhor proveito da sua situação? Além disso, quais conhecimentos e atitudes te levaram ao resultado esperado”, completa a especialista.

Dicas para planejamento

 

Iniciar e seguir o planejamento financeiro não é um “bicho de sete cabeças”. Entretanto, conforme aponta Ana Paula Amgarten, diretora de operações da Aptho - Apoio total à gestão, empresa de BPO Financeiro, “essa atividade requer uma disciplina, sem ela, fica difícil controlar os gastos e ganhos”. Pensando nisso, confira algumas dicas para te auxiliar nessa missão:

Tenha uma motivação

“Seja uma viagem, a compra de um carro ou uma casa, ao ter uma motivação, tudo fica mais simples. Ao estabelecer um objetivo, você também evita aquelas compras por impulso”, explica Ana Paula

Faça registros em uma planilha eletrônica

“É preferível realizar esse panorama em uma planilha eletrônica, como o Excel ou Google Planilhas, pois assim, além de conseguir registrar toda a receita e despesas, você consegue categorizar em alimentação, vestuário etc. No final do mês, você tem uma ideia organizada e ter insights sobre o seu consumo”,

Invista seu dinheiro

São diversas maneiras de fazer um investimento. Nesse ponto, é preciso ter o autoconhecimento e identificar o seu perfil, se você é mais conservador ou arriscado. Buscar por informação e conhecimento na área também é crucial. Na Internet, diversos profissionais ensinam como começar nesse ramo, de forma gratuita. Essa é a tática indicada por Mazzo, “principalmente para quem é atleta, sempre tente aplicar e economizar, pois nunca sabemos o dia de amanhã”.

Estilo de vida alinhado à realidade

Tenha um estilo de vida alinhado aos seus valores pessoais e ao seu bolso. Encontre formas de garantir o lazer e necessidades pessoais, sem se comprometer.

Método 50 30 20

Trata-se de um método de divisão de renda, ou seja, uma forma de distribuir o seu salário. Basicamente, são três categorias

50% | Necessidades: aqueles de subsistência básica, como por exemplo, aluguel, alimentação, transporte etc.
30% | Desejos pessoais: gastos de bens de consumo e serviços não essenciais
20% | Poupança e pagamento de dívidas: reservado para a quitação de dívidas, e montagem de uma reserva financeira ou diversificar a carteira de investimentos.

Assim como na modalidade “corrida por obstáculos”, sempre haverá barreiras a serem ultrapassadas. Com treino e dedicação, é possível alcançar a linha de chegada. Isso é válido para qualquer situação. E aí? Já vai começar seu planejamento?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe