Diante dos últimos acontecimentos, muitos profissionais sofreram impactos nas finanças pessoais e junto do cenário de incerteza, o estresse “no bolso” passou a fazer parte da realidade de muitos orçamentos domésticos. Isso pode atrapalhar a produtividade e a saúde mental, além de influenciar na qualidade de vida de todos.

O impacto intelectual

De acordo com o estudo “The Employer’s Guide to Financial Wellbeing 2019-2020”, 36% dos trabalhadores têm essas preocupações. Além disso, conforme o levantamento, pessoas economicamente desorganizadas têm 4,1 vezes mais chance de ter ataques de pânico e 4,6 vezes maior potencial de sofrer depressão. Sobretudo, isso implica diretamente no rendimento no serviço.

Atualmente, algumas empresas investem em iniciativas, ações e programas para ajudar os colaboradores nesse sentido, mas esse número ainda é baixo e geralmente está restrito às grandes companhias. Assim, há a necessidade de levar esse tema para mais rodas de conversa a fim de trazer confiança, estabilidade emocional e aumentar o engajamento, eficiência e a felicidade no trabalho.

Para a especialista em bem-estar financeiro e estratégia de carreira, Rebeca Toyama, existem inúmeros benefícios para os funcionários e também para as organizações. “Ampliam sua eficácia e motivação, fortalecem o engajamento e a retenção de seus talentos. Ademais, contratados mais saudáveis intelectualmente identificam a realidade da instituição e prejuízos são evitados. Esse comportamento reflete positivamente no clima interno”, explica.

O conforto monetário é um estilo de vida, o qual garante uma relação melhor com o dinheiro e está diretamente associado a hábitos de controle, poupança e consumo consciente. Para isso, é fundamental cuidar da saúde mental e emocional, mantendo o equilíbrio das receitas e despesas.

Sempre é tempo de mudar os pensamentos. “Assim, a pandemia veio como uma oportunidade de repensarmos nossas prioridades. Então, esse é o momento para transformar nossos hábitos para não colocar em risco nosso futuro”, complementa Rebeca.

Um olhar para a cultura organizacional

Portanto, a pandemia trouxe à tona a necessidade de uma conversão nos processos corporativos, propondo experiências repletas de sentido, propósito e humanidade. “Sendo assim, é preciso extrair o melhor dessa combinação, para as pessoas se sentirem seguras e respeitadas, motivadas a inovar, se inspirar e a produzir mais”, avalia a mestre e doutora em Ciências e Expressividade, Cristiane Romano.

Logo, ela listou os quatro principais pilares corporativos a serem levados em consideração. Veja:

Promova a comunicação aberta - embora as companhias precisem de uma estrutura gerencial, as hierarquias tradicionais geralmente dificultam pensamentos inovadores. Então, abra canais de relacionamento e o staff a participar e dar feedback.

Deixe espaço para a descompressão - de acordo com estudo do Pew Research Center, a descontração no serviço traz inúmeros benefícios porque todos se sentem menos fatigados e estressados. “Ao criar uma atmosfera amigável, aumentam-se os níveis de engajamento e transmite-se a mensagem de tomadas de decisão flexíveis e consentidas”, complementa a doutora.

Diversidade como estratégia - a pluralidade deve ser promovida para as oportunidades serem distribuídas de maneira justa e em prol dos diversos pontos de vista. Assim, quem dá espaço para a diversidade oferece melhores soluções para os clientes, simplesmente porque fazem da empatia um exercício diário.

Considere as individualidades - é preciso ter um olhar para os padrões comportamentais peculiares. Com a pandemia, as demandas e dificuldades particulares ficaram evidentes. Dessa forma, a humanização é olhar para essa individualidade e entender a carência naquela conjuntura.

Acompanhe nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diariamente e temos opiniões de diferentes especialistas. Dessa forma, você se destaca no universo corporativo. Conte com o Nube!

Como anda sua saúde financeira?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe