Acordar cedo, atender demandas, bater metas, lidar com todo tipo de público e experiências e ainda precisar administrar as contas no fim do mês. Para muitos, essa rotina é o resumo de boa parte de suas vidas. A correria pode gerar frustrações, desgastes físicos e emocionais, além de resultar em uma queda de produtividade.

Por isso, é importante as organizações e gestores estarem sempre atentos aos sinais dados pelos colaboradores quando algo não vai bem. Além de manter um canal sempre aberto para o diálogo e identificação de possíveis problemas, é necessário buscar alternativas para trazer mais qualidade de vida aos funcionários e, consequentemente, melhores resultados para a empresa.

“Uma análise bem atenta é fundamental, observando principalmente como os trabalhadores compreendem a corporação. Se as expectativas são constantemente frustradas, os choques e a desmotivação em realizar as tarefas e dar o melhor de si aparecem”, explica Renata Fonseca, especialista em RH, do Rio de Janeiro (RJ).

Motivação na crise

Diante do atual cenário e das mudanças sofridas pelo mercado devido à Covid-19, é natural surgirem dúvidas de como manter o engajamento, os frutos e a saúde mental de todos. Por isso, a fim de auxiliar as organizações no desenvolvimento das equipes, especialistas de diversos setores reuniram algumas dicas para proporcionar um ambiente mais acolhedor para os empregados se sentirem motivados e "vestirem a camisa" da corporação.

1 - Adote uma postura ética-humana: muitas vezes, a atuação das empresas possui um papel ético-social muito forte, o qual pode ser determinante no psicológico dos funcionários. Por isso, é importante agir de forma efetiva e proporcionar acessibilidade a tratamentos preventivos e/ou curativos.

2 - Invista em comunicação interna: todos devem se sentir pertencentes à organização e entender o momento enfrentado, mesmo a distância. Para isso, newsletters, grupos em aplicativos de mensagens, videoconferências, murais informativos e reuniões de equipe periódicas podem ser alternativas interessantes.

3 - Use o marketing de incentivo: como o próprio nome diz, o objetivo é motivar equipes. Segundo o último Relatório da Incentive Research Foundation (IRF), incentivar um time refere-se a gerar engajamento e reconhecimento. Engana-se quem resume isso apenas a recompensas financeiras. Aqui vale tudo: viagens, cursos gratuitos, uma televisão nova, um day-off.

4 - Psicologia do trabalho: a psicologia trabalhista foca na melhora do aspecto organizacional. Ela surge como um expoente capaz de resolver o dilema do desempenho dos funcionários e desenvolve a função de encontrar maneiras para criar um ambiente mais saudável para os colaboradores e competitivo para o mercado.

5 - Aposte em um RH mais inteligente: companhias precisam tomar decisões sobre pessoas e escolhas erradas podem custar muito caro. Por isso, apostar em alternativas e tecnologias capazes de ajudar a área de recursos humanos a reduzir custos, engajar e motivar funcionários, analisar a performance e desempenho, medir fatores motivacionais, indicadores de energia e de estresse de cada colaborador faz uma organização ter uma equipe satisfeita, além de se manter em bom funcionamento.

6 - Faça reuniões semanais com sua equipe: em situações como essa de isolamento social, o trabalho remoto foi uma das alternativas encontradas pelos negócios para continuarem de portas abertas. Para manter a produtividade, marcar reuniões on-line por semana tem sido uma das formas de conservar o time unido e focado, aumentar o engajamento e fazer alinhamento de demandas.

Estar atento às mudanças de comportamento e resultados apresentados pelos colegas, bem como promover um ambiente seguro, amigável e acolhedor, pode não só salvar vidas, mas também trazer o gás necessário para crescer. 

Conte com o Nube e boa sorte!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe