Nos últimos anos, a motivação sugerida pelas corporações mais modernas frequentemente envolve churrasco e chopp, happy hour, lanches da tarde e até mesmo massagens. Esses itens podem ser importantes, mas não geram o engajamento necessário entre o time. Por isso, é preciso diferenciar diversão de envolvimento.

Na visão da empreendedora e coach Renata Tolotti, para pode trabalhar o incentivo nos times e fazê-los vestirem a camisa para gerar resultados melhores é preciso considerar o propósito.  “Não se trata apenas da identificação com a companhia, mas sim do colaborador se sentir incluído em algo maior e ter satisfação com o trabalho realizado”, explica. Para isso, o ideal é analisar os liderados, se eles possuem interesse em fazer parte da empresa e crescer com ela. “Se essas pessoas dificilmente não fazem nada além do mínimo, certamente não estão empenhadas e não têm propósito”, afirma a especialista.

Como melhorar o engajamento?

Para proporcionar a sensação de pertencimento, uma dica é envolver os funcionários em projetos e até mesmo permitir a liderança por parte de todos os níveis. “Não necessariamente grandes funções, mas formas de inserir os colaboradores em questões diárias, como apresentar novas ideias de comunicação para clientes, melhorias de processos, fluxo de diálogo interno, feedbacks etc.  Dessa forma, vão contribuir no dia a dia, seja com resultados, boas ideias e, não obstante, maior desenvolvimento dentro da equipe”, continua Tolotti.

Embora alguns contratados possam parecer mais tímidos ou menos aptos, vale lembrar: cada pessoa tem o seu próprio tempo e todo incentivo para o crescimento é importante, especialmente se o líder acredita no potencial desse gerido. No entanto, é preciso cobrar e lembrá-los das responsabilidades.

Se o gerente opta por tomar para si todas as tarefas, essas pessoas ficarão ainda mais afastadas do propósito. Colocar em prática um primeiro passo dará mais conforto e confiança para os colaboradores elevarem os níveis de motivação e comprometimento. Assim, o líder, por sua vez, pode exercer sua real função: levantar a equipe para todos crescerem juntos, com participação e envolvimento. 

Outra dica importante é ter empatia com a equipe. “Os colaboradores são seres humanos e não apenas números. Por isso, melhorar a qualidade de vida no trabalho faz é um ponto fundamental para o colaborador ser participativo”, assegura Roselene Izidio, assistente especialista de RH na CAF, região de Campinas (SP).

Empatia

O fortalecimento do lado humano é fundamental para estimular o staff. Assim, os líderes precisam saber se colocar no lugar do outro para tentar compreender seus sentimentos e emoções. A atitude também deve ser incentivada nos treinamentos corporativos.

Aprimorar esse aspecto ajuda a evitar conflitos no espaço laboral, por exemplo. Porém, quando eles surgirem, é necessário solucioná-los com sabedoria. Temos uma matéria da TV Nube com dicas especiais. Elas podem ser úteis para você e sua equipe, fique por dentro

Concluindo, estar em um ambiente saudável certamente gera engajamento. Afinal, somos seres sensoriais. Temos receptores em nosso corpo os quais interpretam as informações do meio externo e enviam para o cérebro. Consequentemente, isso vai gerar uma emoção, estimulando um determinado comportamento. Portanto o espaço faz toda a diferença. Um local customizado para a equipe traz sensação de pertencimento e incentiva a produtividade.

Aproveite as dicas! Conte sempre com o Nube e boa sorte!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe