A preparação é essencial para participar de qualquer dinâmica ou competição. Nas entrevistas de emprego, há uma série de comportamentos preestabelecidos a serem seguidos para alcançar um bom resultado. Dentre eles, estar ciente de como se arrumar propíciamente para compromissos é um grande diferencial na hora da apresentação pessoal. Nesse sentido, compreenda as recomendações para auxiliar suas escolhas em momentos como esse.

 

 

  • Os impactos da primeira impressão

Segundo pesquisa realizada pelo professor de psicologia Alexander Todorov, sete segundos é o tempo necessário para estabelecer a primeira impressão sobre alguém. Após quatro minutos, essa percepção se concretiza na mente. Essa é uma reação automática do ser humano e acontece de forma inconsciente, condizente a uma intuição. Nesse contexto, prevalece o ditado popular: A primeira impressão permanece. 

Quando falamos sobre ser aprovado em um processo seletivo, não podemos ignorar a ideia de cativar a atenção, positivamente, do recrutador. Além das habilidades e competências necessárias para agarrar uma chance, o breve período de uma reunião deve ser aproveitado para sua autopromoção. Portanto, estar bem vestido se torna uma alternativa ao alcance de todos.

A aparência individual é importante, pois representa como cada um é visto e será lembrado. Ela funciona como um cartão de visitas e deve ser valorizada por cada um de nós. De acordo com Erika Paiva, consultora de imagem e estilo, mesmo com muita dedicação na trajetória acadêmica, considerável parcela das pessoas passam por dificuldades ao entrar em contato com o mercado trabalhista. É recorrente a frustração de não conseguir cargos almejados devido a obstáculos na figura do indivíduo, muitas vezes ocasionados por algum ruído. “Vivemos na era da retratação, ela nunca foi tão significativa. Não podemos nos esquecer daquele dito milenar: uma imagem representa mais de mil palavras. Ou seja, o homem sempre foi imagético”, diz a especialista em visual merchandising.

Erika ressalta três aspectos relevantes para usar o vestuário ao seu favor:

  • estilo: representa a sua essência, podendo variar entre três a quatro traços;
  • imagem: é a mensagem provocada e passada para o mundo, ou seja, a sua intenção como figura;
  • adequação: referente ao dress code do espaço. É estar alinhado com o local, o público e o clima.

Além disso, algumas observações devem ser levadas em consideração. Veja bem, um advogado deve comunicar aspectos como seriedade e confiabilidade. Já um publicitário, dinamismo e criatividade. Portanto, o ponto de partida para optar por um look é a área de atuação, somente assim podemos decidir qual ideia propagar. “Cores claras transmitem acessibilidade, leveza e delicadeza. Já as escuras comunicam seriedade e credibilidade. Isso é semiótica (estudo das formas)”, ressalta a docente de moda. 

Assim, ela aponta os trajes inadequados para usar no recinto profissional: 

  •  muito justos e curtos;
  •  decotes profundos;
  •  sujos ou mal cuidados;
  •  amarrotados;
  •  com marca de suor;
  •  perfume muito forte ou doce;
  •  maquiagem exagerada;
  •  unha mal feita, compridas demais, ou roída;
  •  cabelo sujo, sem retoque e mal penteado;
  • mau hálito;
  •  má postura, ombros caídos, postura desleixada, braços cruzados;

 

  • A visão do recrutador 

Arrumar-se de maneira apropriada para uma seleção de estágio é fundamental, assim como um currículo bem elaborado. A opinião gerada no primeiro contato, seja por meio da roupa ou da postura, pode ser determinante na disputa pela oportunidade. Isso se deve ao fato de ser possível avaliar, a partir desses quesitos, o interesse e o quanto o aspirante pesquisou sobre aquele setor ou empresa. 

 Atualmente, nas entrevistas remotas adotadas em decorrência da pandemia, surgiram novas formas de avaliação. Ligar a câmera ou não, aparecer deitado na cama ou sofá, conversar paralelamente com outras pessoas, olhar para os lados ou não saber nenhuma informação sobre a vaga, tudo isso influencia diretamente na percepção do preparo do pretendente.

 Durante toda a etapa, o recrutador busca entender, não apenas as capacitações e vivências, mas também outros fatores relevantes para traçar uma sequência comportamental. Para Bianca Galliera da Costa, selecionadora do Nube, não é possível ser desclassificado exclusivamente por não comparecer excepcionalmente social. Entretanto, não é recomendado ir muito informal ao encontro. “A orientação é usar como referência o dia a dia do ambiente de trabalho em questão. O uso de terno e gravata, por exemplo, deixou de ser uma necessidade para criar uma boa reputação. Tudo depende do nível de formalidade”, diz Bianca.

 Deve-se salientar também o quanto a fisionomia impacta na análise do fit cultural do voluntário. Tal conceito engloba a capacidade do sujeito se adaptar aos propósitos e valores de uma organização. Muitas vezes, candidatos com mais bagagem são dispensados por não pertencerem à cultura organizacional daquela companhia. Por isso é crucial, para quem não tem experiência, investir na sua aparição, pois demonstrando preparo e ambição, você consegue deixar sua marca e se destacar diante dos demais. Logo, certifique-se de se produzir de forma pertinente ao perfil exigido pelo contratante

Ademais, toda veste pode te ajudar a passar mais convicção. Ao se olhar no espelho e sentir-se bonito (a), bem colocado (a), conforme o desejado, sua auto confiança só aumenta. Você se sente seguro na hora de se posicionar e falar. O mesmo acontece com o espectador ao te ver alinhado (a) e bem exposto (a). Você passa a ser respeitado e levado mais a sério. Ao cuidar de si, você demonstra mais zelo para com o ofício e os demais ao seu redor. 

 Torna-se evidente, portanto, a necessidade de estar por dentro das tendências e planejar como será sua composição ao comparecer a uma seletiva. Não se esqueça: estar bem vestido não é sinônimo de usar peças de marca ou caras. Ainda mais hoje em dia com a variedade de opções disponíveis nos comércios. “Sempre digo às minhas clientes: se vestir bem é estar de acordo com sua essência, sua intenção de representação e adequação. Ter etiqueta ou não na roupa não vai validar o poder da sua imagem. Por isso mesmo criei um outfit, completo de uma loja fast fashion com valor acessível, para ser usado como inspiração”, pontua a especialista em tendências e comportamento.

 

Por fim, para trilhar uma carreira notória e se destacar, é preciso ter um semblante jeitoso e elegante. Para isso, o Nube está cotidianamente em nosso blog e redes sociais noticiando conteúdos para gestores e estudantes. Dessa maneira, não fique por fora das novidades! Você pode nos acompanhar nas plataformas digitais e compartilhar com seus amigos. Conte conosco como seu aliado!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram , Tiktok e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe