Nos últimos anos, com o avanço da ciência, a longevidade das pessoas está cada vez maior. Juntando esse fato com o impacto da pandemia nos pensamentos da população, muita gente mudou a visão sobre o ambiente de trabalho e, agora, estão em busca de realizar sonhos ou atuar em lugares onde se sintam bem. Dessa forma, vários indivíduos de mais idade decidiram iniciar uma nova carreira. Sendo assim, eles podem ser estagiários para aprender na prática tudo sobre a nova profissão.

Como iniciar uma nova carreira de sucesso nessa idade?

Até algum tempo atrás, existia a imagem da necessidade de substituição de um colaborador quando ele atingisse determinada idade. No entanto, a realidade atual é completamente diferente. Com o aumento dos cuidados com a saúde, 50 anos é apenas a metade de nossas vidas.

Grande parte da força de trabalho do país é formada por quem tem 45 anos ou mais. Essa geração se sente responsável pelo bem-estar e segurança dos filhos e ainda convive com os pais. Para muitos deles, o momento é de reinvenção. Nesse momento, a decisão de qual caminho seguir é muito importante. Contar com um planejamento pode evitar surpresas capazes de causar depressão, reclusão e fracasso.

Para a executiva de carreira e terapeuta, Madalena Feliciano, não há motivos para o preconceito com os mais velhos nos processos seletivos. “Nessa fase, a criatividade, vigor físico e a capacidade intelectual, ainda estão em plena forma. Muitos se reinventaram, criando projetos e passaram a empreender. No entanto, a experiência contribui muito na hora de tomada de decisões”.

As ideias podem ter diversos caminhos, mas a realização em forma de negócio é possível com organização e determinação. A vivência de suas atividades profissionais anteriores pode ser aproveitada. Nesse contexto, aos poucos o mercado está se adaptando e já surgem as primeiras iniciativas para incentivar essas contratações.

Para Madalena, ainda faltam alguns ajustes. “Antes de promover ações de recrutamento específicas a esse público ou processos de avaliação às cegas, as corporações devem investir em ações de diversidade e conscientização interna. Isso pode ser feito por meio de palestras de sensibilização, debates sobre preconceito etário e inclusão”, aconselha.

É essencial promover a integração e chances iguais a todos. “Estamos mudando muito rápido de comportamento, gostos, costumes, escolhas de consumo, ferramentas de trabalho e formas de se relacionar. O apego à ideia de já saber o suficiente é um convite certo para a estagnação de qualquer carreira, independentemente da idade”, destaca a executiva.

Por isso, o conceito de longlife learning ganhou tanta relevância. “Mantenha-se em constante aprendizado, busque conhecer as ferramentas digitais utilizadas atualmente na sua área de atuação ou de interesse e invista em networking para permanecer atualizado”, complementa a terapeuta.

As principais dificuldades para se desenvolver nessa idade

Nos dias de hoje, os cidadãos com mais de 50 anos possuem lucidez e mente ativa. Sendo assim, o tempo ocioso gera uma necessidade de investimento intelectual, seja para continuar no mercado de trabalho ou para, simplesmente, estimular o cérebro. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE , em 2019, o número de idosos no Brasil chegou a 32,9 milhões. Conforme os dados, a tendência de envelhecimento da população se mantém e o número dos maiores de 60 anos no país já é superior ao de crianças com até 9 anos de idade.

De acordo com a empreendedora do segmento educacional, Sandra Lucca, de 63 anos, os atributos dentro de si, fazem o trabalho acontecer. “Estou nessa área há 12 anos e, desde então, minha determinação, perseverança e coragem me fazem acreditar e buscar meus objetivos. Para quem conseguiu passar pela pandemia e ainda continua atuando, não existem mais dificuldades. Claro, continuo me aprimorando e buscando crescimento”.

Quando se trata de ensino, as atividades estimulam a capacidade cerebral, ajudam na independência e autoestima, tornando o sujeito capaz de continuar lidando com as próprias finanças ou tendo aptidão para exercer tarefas operacionais, caso seja o seu interesse. Estudar inglês, por exemplo, proporcionará viagens, descobrimento de novas culturas e estabelecimento de novas relações para o negócio.

O que é o etarismo?

Etarismo é o preconceito contra idosos. No geral, refere-se a uma forma de discriminação tomando como base esteriótipos associados à faixa etária, mas afeta, principalmente, os mais velho. No Brasil, apesar de ser um assunto pouco conhecido, essa exclusão acontece até com quem não atingiu essa idade.

Segundo o relatório realizado pela Organização Mundial da Saúde, com mais de 80 mil pessoas de 57 países, 16,8% dos brasileiros acima de 50 anos já se sentiram rejeitados por estarem envelhecendo. Essas situações podem acontecer com práticas individuais e até institucionais. Quando o ocorrido é no ambiente corporativo, atrapalha o desenvolvimento e profissionalização dos mais experientes.

Apesar disso, alguns pontos do país oferecem vagas para esse perfil. No Distrito Federal, por exemplo, o termo “idosos no mercado de trabalho” apresentou um percentual de 78%, segundo uma pesquisa recente do Google. De acordo com o relatório do UN/Pop Division: World Population Prospects 2019, essa parcela da população deve alcançar 3,1 bilhões de integrantes em 2100.

No Brasil, conforme levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - Dieese, dos 210 milhões brasileiros, 37,7 milhões são idosos, ou seja, têm 60 anos ou mais e 18,5% deles ainda trabalham e 75% contribuem para a renda de onde moram. Algumas corporações optam por contratar esse perfil, pois possuem uma vasta experiência em diversas áreas e contribuirão para o sucesso da instituição. Por algumas vezes com entrega igual ou superior se comparado a um jovem.

Portanto, é essencial proporcionar essa mistura no seu negócio. Afinal, cada geração tem suas qualidades e pontos de melhoria. Quando você aplica a pluralidade no ambiente empresarial, do relacionamento entre esses colegas de trabalho com diferentes tempos de estrada, surgem ideias, soluções e aprendizados para ambos os lados. Se você busca por uma oportunidade, acesse o nosso painel de vagas. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram , Tiktok e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe