Com a chegada da Covid-19, as modernizações se mostraram essenciais para o funcionamento dos processos e a continuidade do trabalho. Nesse sentido, muitos estudantes, estagiários, aprendizes e efetivos tiveram seus métodos de ofício alterados às pressas e precisaram se apoiar nas inovações para conseguir completar suas demandas em segurança. Assim, a digitalização se mostrou a principal aliada de metodologias mais assertivas e confiáveis para as empresas. 

Como as tecnologias estão transformando a indústria? 

A automação industrial vem se mostrando cada vez mais necessária para uma maior eficiência, produtividade e qualidade. Segundo Renato Halt, co-fundador da b2finance, investir nas modernizações é vital para empreendimentos de sucesso. “Para alcançar tal êxito, elas são capazes de transformar toda a cadeia de produção, otimizar o desempenho e, acima de tudo, a assertividade em todos os níveis operacionais”, afirma. 

Para Bruno Toledo, professor de robótica do Instituto Vertentes e discente de engenharia elétrica na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), nos tornaremos ainda mais dependentes desse conhecimento, inclusive ele cita a Alexa como exemplo nesse sentido. “Os impactos da tecnologia nas corporações se mostram cada dia maiores, independentemente do ramo de atuação, o desenvolvimento de novos softwares possibilitam um trabalho mais eficiente e, consequentemente, mais lucro”, ressalta.

Logo, fica claro uma tendência. De acordo com um levantamento da Markets and Markets, o mercado de Inteligência Artificial (IA) crescerá para uma indústria de 190 bilhões de dólares até 2025. Não obstante, até esse mesmo ano, a Forrester prevê uma substituição de 16% dos empregos, nos Estados Unidos da América, por máquinas cognitivas como robôs, IA, machine learning e automação. Desses dados, a equipe de suporte administrativo e de escritório estão no topo de recolocação. 

Enfim, reconhecidas nos mais diversos sistemas, são desenvolvidas para serem adaptadas às exigências das marcas. “Em uma lógica inversa, ao invés das companhias montarem um sistema com base nas necessidades, é a ferramenta quem irá identificar essas demandas e buscar a melhor forma de supri-las”, explica o co-fundador. 

Aumento dos ataques virtuais desperta a atenção das empresas

Todavia, em uma realidade na qual os ataques virtuais crescem em larga escala e “hackeiamos mais sofisticados equipamentos, estar atento ao uso dessa estratégia é vital para não perder o controle da operação. “O armazenamento em nuvem em sistemas homologados é uma das práticas mais utilizadas, reduzindo as chances de invasões, perda de informações e, ainda, diminuindo os custos envolvidos na gestão desses dados”, recomenda o especialista.

De acordo com o “Panorama de Ameaças 2021”, da Kaspersky, houve um crescimento de 23% de ciberataques no Brasil, apenas nos oito primeiros meses de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O relatório leva em conta os 20 malwares mais populares e juntos totalizaram 481 milhões de tentativas de infecção, com uma média de 1400 bloqueios por minuto. Por isso, é preciso navegar na web com cautela, bem como programar com prudência, já mapeando possíveis brechas. 

Contudo, quando as inovações são integradas de forma colaborativa, até os consumidores finais sentem os benefícios na entrega dos serviços. “É preciso estar preparado para incorporá-las de maneira organizada e planejada. Todo o time responsável por esse processo deve ter em mente os requisitos necessários para entender os passos feitos durante o processo”, comenta Halt. 

Por fim, é essencial tomar cuidado com o funcionamento interno ao inserir qualquer modernidade nos procedimentos. Uma dica de ouro é aplicar treinamentos aos colaboradores para todos entenderem essa adaptação tecnológica, de modo a evitar falhas provenientes de engenharia social. Inclusive, conte sempre com o Nube para entender melhor sobre as atualidades corporativas e as tendências do mercado! 

Leia também: 5 dicas para otimizar a segurança cibernética do seu negócio!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe