Já ouviu falar na síndrome do impostor? Embora não seja um conceito novo, essa questão é estudada há cerca de 50 anos, desde 1970, mas muita gente ainda não compreende bem a definição desse termo. Resumidamente, essa "síndrome" pode ser definida como uma espécie de bloqueio responsável por impedir a capacidade reconhecer e aceitar seu próprio sucesso.

De acordo com a consultora empresarial Regina Nogueira, mesmo atualmente, esse é um problema para um grande número de pessoas do sexo feminino, pois levam a se considerarem como "fraudes”. Até quem conseguiu alcançar determinada posição ou patamar pensa ter chegado lá “enganando” todos ao seu redor.

Segundo pesquisa da plataforma de conteúdo e negócios StartSe, em parceria com a OpinionBox, entre 783 mulheres em posições de liderança de todo o Brasil, 43% apontam o medo de falhar como um dos entraves para evoluir na carreira. A dificuldade em falar sobre conquistas profissionais foi apontada por 52%. Os dois aspectos são "sintomas" intimamente ligados à denominada síndrome da impostora. 

Para a especialista, é um padrão de comportamento, geralmente refletindo uma baixa auto-estima e insegurança. Com isso, ela passa a ver aquele sucesso obtido em sua vida como irreal ou um ‘golpe de sorte’ aquilo ter acontecido", explica a também autora do livro "Você é uma marca - descubra como o Personal Rebranding pode mudar a sua vida por meio das marcas”. 

Regina lista algumas dicas para as mulheres deixarem de lado esse "complexo":

1 - Faça uma retrospectiva das suas conquistas

Essa é uma medida simples e eficiente, pois ajuda a relembrar cada passo da sua história. "Ao fazer esse exercício, a mulher pode se dar conta de como não chegou onde desejava da noite para o dia. Isso ajuda a valorizar mais cada desafio enfrentado e entender: se hoje ocupa um determinado cargo, é porque merece", comenta.

2 - Liberte-se do medo de errar

Outro cuidado importante, na visão de Regina, é permitir-se ser imperfeita e não ter medo de se mostrar vulnerável. "Não se pode esquecer de como, acima de tudo, somos humanos e não temos a obrigação de saber tudo, nem de acertar sempre. Libertar-se dessa imposição também ajuda a sentir-se menos ‘impostora’".

Durante o estágio, período conhecido como a maior fonte de aprendizado profissional, mesmo havendo mais espaço para explorar conhecimentos, muitos podem se sentir incertos. Mariana Rodrigues, estudante de comunicação, admite ter sentido muito medo quando começou sua primeira oportunidade como estagiária.

Contudo, ela foi aprendendo a confiar em suas capacidades com a orientação de seu supervisor. “Estava em um ambiente muito estimulante e sempre ouvia ‘você é capaz’ do meu chefe e dos amigos. Isso me ajudou a ir de um ponto horrível de insegurança até a crença total em minhas qualidades”. 

3 - Não viva apenas para o trabalho

Ter uma vida fora do escritório também é fundamental, no ponto de vista da consultora. "Não dedique 100% do seu tempo e interesse ao trabalho, cultive suas amizades, estreite as relações familiares, pois essas pessoas te ajudam a voltar aos eixos, relembrar quem você é e parar de duvidar tanto de si".

4 - Reserve algum tempo para você

Regina também sugere tirar tempo para dedicar-se a alguma prática responsável por promover a saúde mental e o bem estar, como meditar, caminhar, qualquer atividade que aquela mulher goste e valorize. "Muitas vezes acabamos deixando esses momentos de lado, mas o autoconhecimento é o melhor caminho para se conectar com seu interior e fugir da ideia de ser uma ‘farsa’", pondera.

5 - Nunca é tarde para mudar de atitude

Como última dica, a especialista destaca não ser nunca tarde demais para reposicionar sua própria marca e criar uma nova imagem, seja no trabalho ou na vida pessoal. "Eu mesma tive uma ascensão profissional muito rápida, fui a mais jovem diretora de marketing da multinacional onde trabalhava. Quando assumi o cargo de diretora, para atender um grande cliente, me tornei outra pessoa. Estava com muito medo e meu comportamento, minha insegurança, passou a afastar as pessoas. Após algum tempo, com a ajuda dos colegas próximos, consegui identificar a armadilha e reverter o jogo", conta.

Assim, a consultora garante: “todos têm a capacidade de abandonar um comportamento e se tornar de fato uma nova pessoa, passando uma nova impressão e deixando de boicotar a si para uma existência mais plena e feliz", conclui.

Como demonstrar segurança e confiança?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe