Os desafios impostos pela pandemia promoveram uma importante transformação na forma como o mercado de trabalho tem lidado com a retenção de talentos. Diante desse cenário, uma série de ideias bastante criativas surgem. Essas são focadas principalmente no desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador. Oferecer tais benefícios dentro das corporações facilita na hora de atrair e, principalmente, reter membros.

O HXM

Essas ações são chamadas de HXM (Human Experience Management) - ou em português, Gestão da Experiência Humana - e são tidas como a mais nova estratégia para melhorar a qualidade de trabalho de seus funcionários e mantê-los na empresa por mais tempo.

Segundo uma pesquisa da Challenger, Gray & Christmas, 68% dos entrevistados estão preocupados com a saída de trabalhadores e 85% dizem se deparar com a escassez de bons candidatos. Ainda de acordo com o estudo, 65% afirmam oferecer horários flexíveis, 62% dão a opção de trabalho remoto e 53% apoiam modelos híbridos.

Apesar do salário e dos benefícios clássicos como plano de saúde, vale-alimentação e transporte serem fatores decisivos na hora de aceitar uma proposta de emprego, esse novo procedimento pode fazer a diferença. No momento, os indivíduos mais experientes e qualificados são cada vez mais disputados.

Para o head de marketing e country manager da Slang, Rafael Iapequino, uma instituição tende a ter um nível de engajamento e performance mais alto quando possui pessoas confortáveis com a cultura e valores do local. Principalmente, quando se sentem valorizados naquele ambiente. "Um time motivado, em busca de capacitação, alinhado com o espírito organizacional, talvez não seja um sonho tão distante. Considerando isso, no HXM as equipes são incentivadas a buscarem metas pessoais", explica Iapequino.

Alguns exemplos na prática

Uma medida comumente adotada é a aplicação do ensino de idiomas com foco na área de atuação de cada um. Dessa forma, garante uma experiência de estudo única e adaptável às necessidades de cada estudante. Possibilita também a montagem de trilhas de aprendizagem customizadas para cada núcleo ou função, combinando os cursos disponíveis.

Atualmente, a maior parte do conhecimento global é produzido primeiro em inglês. Dessa forma, mais de 90% da população mundial não consegue acessá-lo por não falar o idioma. Por isso, saber apenas o básico também não é suficiente, pois no dia a dia surgem termos específicos de cada segmento e podem se tornar grandes obstáculos no universo corporativo.

“A Slang nasceu justamente com o objetivo de atacar esse problema: o analfabetismo profissional. Em 2021, desembarcou no Brasil e já são mais de 130 opções destinadas a empreendimentos com esse interessante. O empregado como protagonista principal e ativo”, complementa o especialista.

Outro exemplo bem sucedido de adesão do modelo é a Colorkrew, startup japonesa de tecnologia e inovação. Com 130 funcionários de 12 nacionalidades distintas, ela preza por times auto gerenciáveis e um ambiente disruptivo, tendo entre seus princípios a transparência na comunicação. Utilizam também a metodologia de Objectives and Key Results - OKRs para fazer a gestão de tempo e tarefas.

Além disso, tem uma estrutura não hierárquica, com espaços de descompressão, feedbacks trimestrais e incentivo a viagens internacionais financiados pela própria companhia. Priorizando assim, não apenas o lazer e o descanso, como também a capacitação por meio de testes de proficiência com possibilidade de aumentos salariais ou promoções.

Dessa forma, mantenha seu negócio sempre atualizado com as novidades em alta no mercado. Essa atitude pode atrair jóias para o seu staff e, consequentemente, sucesso para você. Para isso, entre em contato com o Nube. Nós podemos te ajudar nessa questão!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe