As mudanças nas relações de trabalho, o enxugamento das estruturas organizacionais, a incorporação de novas tecnologias e a chance de ser dono do próprio negócio estão entre os motivos pelos quais cada vez mais profissionais deixam os quadros das empresas pela possibilidade de empreender. Dentre as alternativas viáveis, está atuar como consultor ou assessor organizacional. Contudo, é vital compreender porque uma corporação contrata esse tipo de serviço. 

Rafael Mottola Rocha, administrador de empresas, engenheiro de produção, diretor e mentor na Horus Consultoria e Treinamento, destaca alguns motivos principais para esse interesse vindo das companhias. “Um deles é ajudar o cliente quando ele não sabe fazer (aplicar metodologias para a resolução de problemas complexos) ou para auxiliá-lo com mão de obra qualificada (realizar auditorias na rede de distribuição ou filiais)”.

No entanto, para atuar nesse campo, independentemente do tema ou nicho, se faz necessário possuir as famosas hard e soft kills. “As primeiras são um conjunto de conhecimentos específicos, além de formação ou educação formal e vasta vivência nos temas objeto da consultoria. As outras são diferenciais em termos de capacidades humanas e comportamentais, forte capacidade de comunicação e de adaptação a novos contextos, setores, segmentos e culturas”.

De olho em construir carreira no ramo de gestão de negócios, Luiz Tavares, está em busca do seu primeiro estágio para desenvolver, além das experiências práticas, as habilidades socioemocionais. “Em todo lugar se fala sobre isso agora e justamente por isso vou tentar aproveitar ao máximo cada chance para me desenvolver”, conta. 

Ainda segundo Rocha, é preciso evoluir sempre. “Observando minha trajetória até aqui, elaborei na forma de método, um caminho seguro, o qual resolvi batizar de “a técnica dos 4 P’s”. Ela permitirá a você mapear suas competências e, quem sabe, lhe ajudar a dar os primeiros passos em consultoria, com segurança”.

O primeiro “p” é de problema. “Diagnostique quais problemas de potenciais consumidores você pode ajudar a resolver com seu conhecimento e qualidades. Identificar oportunidades e impasses a serem solucionados, alinhados aos seus gostos, é o primeiro passo”.

O segundo é de perfil. “Autoconhecimento é imprescindível. Não nascemos sabendo e completos. Maximize seus pontos fortes e trate os fracos.

O terceiro é de preparo. “Para os primeiros treinamentos ministrados por mim aos sábados, eu acordava às 4h30 da manhã para revisar todo o material e ir mentalizando cada etapa do curso, assim como falas e dicas para abordar. A cada nova vivência, eu conquistava mais segurança e os feedbacks positivos também aumentavam”.

O quarto é de persistência. “Diz respeito a insistir, se auto avaliar, não desistir, ouvir feedbacks e melhorar sempre”.

O objetivo de qualquer organização é, primeiramente, a sobrevivência e, quando possível, a criação de valor para as partes interessadas, bem como criar relações de longo prazo com os clientes. Para isso acontecer, é necessário construir três pilares: 

Autoridade: “conquistamos a partir de nossas competências colocadas em prática, as quais se baseiam, como já mencionamos, em conhecimento, habilidades e experiência. Ao aplicar tais forças, auxiliamos na obtenção de resultados. Realizar lives, eventos, escrever artigos complementa e viabiliza a indicação para novas oportunidades”.

Confiança: “ela passa pelo item anterior (realizações) e também por princípios éticos reforçados a cada plano. Por exemplo, a confidencialidade – nenhuma informação pode vazar de projetos sem a anuência de quem te contratou”.

Relacionamento: “prezar pelas interações as quais não se restrinjam ao trabalho efetuado”. 

Seguindo essas dicas, é possível mapear e reduzir riscos, mostrando oportunidades e novos cenários. “A consultoria pode ser a chave para o sucesso tanto para organizações quanto para profissionais com o desejo de contribuir e fazer a diferença nas próximas décadas”. 

Trilhe uma carreira de sucesso!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe