Por muito tempo, a saúde mental era vista como tabu. Entretanto, o tema passou a ter grande importância, principalmente após o início da pandemia, em março de 2020. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), os membros perceberam um crescimento de até 25% nas consultas. Entretanto, além da ajuda profissional, é preciso adotar hábitos saudáveis para potencializar o tratamento. Para fechar o Setembro Amarelo com chave de ouro, confira três dicas para fortalecer a tranquilidade.

A pandemia e a influência no emocional

Ano passado, o Brasil se consolidou como o país mais ansioso do mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 20 milhões de brasileiros sofrem de ansiedade em seus diversos tipos. Tais como: transtorno obsessivo-compulsivo, fobias, ataques de pânico, entre outros.

O grande motivo por trás disso está voltado para os reflexos da crise. Como a constante angústia em relação ao contágio, o medo de perder pessoas próximas, o distanciamento social, as questões financeiras etc. Tudo isso colaborou para o aumento de doenças emocionais.

Tipos de estresse

Para Liora Bels, especialista em bem-estar do aplicativo Freeletics, existem dois tipos de estresse. O primeiro deles é o positivo, chamado de “eustresse”, acontece diante de situações gratificantes como passar em um concurso, acompanhar o nascimento de um filho ou assumir um novo trabalho. O outro é o negativo, conhecido como “distresse”, quando a pessoa passa por por problemas, desafios e ameaças.

“Todo mundo se estressa. Talvez o gatilho seja uma reunião com o chefe, uma nova rotina ou algo importante prestes a acontecer”, explica Liora. “Algumas pessoas lidam bem com esse sentimento, mas outras se sentem sufocadas, não suportam a pressão e têm dificuldades para enfrentá-lo”, alerta. Nesse sentido, hábitos saudáveis são aliados para manter o equilíbrio.

1- Meditação

A atenção plena e meditação, também conhecido como mindfulness, é uma boa estratégia para aprender a enfrentar momentos difíceis. “Essa é uma ferramenta poderosa, pode ser praticada tanto para os esportes, quanto para o dia a dia. Trata-se da ideia de estar totalmente presente no momento, ou, em outras palavras, permitir-se apenas ser”, explica.

A ideia é ficar a sós com os próprios pensamentos, inclusive com os negativos. Quando eles surgirem, saber identificá-los, aceitar as circunstâncias e se concentrar nas possibilidades. “Essa simples mudança de foco ajuda a desenvolver a habilidade de lidar com as situações. Isso pode aliviar o estresse”, completa a especialista.

2- Pratique exercícios físicos

Exercitar o corpo é fundamental, tanto para a saúde física, quanto emocional. “As atividades levam à liberação de maior quantidade de dopamina, serotonina e endorfinas, mais conhecidas como hormônios da felicidade”, explica Liora.

Esses hormônios são responsáveis pela sensação de euforia. Além disso, reduzem sensivelmente a quantidade de cortisol na corrente sanguínea. Dessa forma, traz mais confiança, otimismo, resiliência e força. Claro, vale ressaltar: para ter efeitos ainda mais benéficos, é preciso ser uma modalidade prazerosa para você, seja andar de bicicleta, dança, lutas etc.

3- Atenção à alimentação

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Harvard School of Public Health (EUA), ter uma dieta com mais alimentos inflamatórios aumenta de 29% a 41% a probabilidade de sofrer com depressão. Como exemplo, podemos listar: refrigerantes, grãos refinados, carne vermelha e margarina. “Isso acontece porque o excesso de gorduras trans e saturadas em nosso organismo aumenta a produção de citocinas, moléculas pró-inflamatórias, causadoras do mau funcionamento dos neurônios”, afirma a Dra. Luanna Caramalac.

Priorize comidas anti-inflamatórias, como vinho, café, azeite de oliva e verduras e vegetais verdes e amarelos. A frase “desembale menos e descasque mais” pode ser um norte para quem está começando. Melhorar o cardápio influenciará em diversos aspectos do organismo como um todo.

Uma opção é recorrer ao profissional nutricionista, o qual desenvolverá uma dieta especialmente para o seu perfil e objetivos, como foi o caso do Rafael Cruz. Ele é gamer, então, em muitos casos, trabalha de madrugada. “Quando iniciei a reeducação alimentar, nas primeiras semanas, já senti a diferença tanto na qualidade do meu sono, quanto no meu humor e disposição. Além disso, também influenciou positivamente no meu desempenho durante as partidas”, conta.

Como anda sua saúde mental? Procure um especialista e tenha hábitos saudáveis. Todos os dias, por 24h, o Centro de Valorização da Vida (CVV) atende pelo número 188. Caso sentir necessidade, ligue. Conte com o Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe