Em função da pandemia do coronavírus, a forma de trabalhar mudou para muitos profissionais. De acordo com a pesquisa “os impactos da Covid-19 no mundo dos negócios”, realizada pela Mazars, 68,35% dos gestores precisam aperfeiçoar o acompanhamento das tarefas remotamente. Então, diante desse cenário, uma dúvida impacta muitas companhias: como fazer a avaliação de desempenho de forma on-line?

As rotinas devem ser flexibilizadas para os dois lados: colaboradores e líderes

Para a diretora de Recursos Humanos, Marketing e Comunicação da Mazars, Milena Bizzarri, antes de tudo, é importante desconstruir na cabeça dos dirigentes a necessidade de supervisionar o tempo todo os colaboradores. “O essencial, nesse momento, é estabelecer as metas e os objetivos diários, deixar muito claro os deveres a serem cumpridos”, explica.

A executiva ainda acrescenta: fiscalizar o horário de início e término das atividades do time também não é significativo. O “novo normal”, com o trabalho remoto, acaba alterando a rotina e criando outros compromissos, seja no preparo do almoço ou uma ida ao supermercado ou farmácia. Bem como, muitos contratados são pais e precisam dar um suporte aos filhos.

O segundo aspecto importante para a área de RH, conforme Milena, é a remodelagem das avaliações de desempenho. “A distância, não tem como observar o comportamento dos funcionários, por exemplo, se a pessoa é prestativa ou está se comunicando com os demais colegas. Por isso, o departamento precisa se adequar à nova realidade também e entender qual é o modelo mais efetivo agora”, analisa.

No home office, por exemplo, “mesmo com as várias vantagens dessa modalidade, como a redução de custos e a otimização do tempo, ainda é preciso considerar alguns aspectos preocupantes. Um deles é a preservação do ambiente empresarial saudável, apesar de ‘espalhado’, com cada cooperador trabalhando de um local diferente”, expõe o coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento na Mapa Avaliações, Carlos Schlottfeldt.

A comunicação organizacional nunca foi tão importante

Em relação ao feedback, antes realizado por reuniões presenciais e agora transmitido virtualmente, de acordo com a executiva tanto os gestores como o time precisam ter a habilidade de comunicação bem afiada. Antes, quando todos estavam juntos na sala, existia a linguagem corporal, uma atmosfera na qual envolvia um quebra gelo. Com as mudanças, as conversas são mais diretas. Dessa forma, é exigido ainda mais do líder a aptidão de expressar-se assertivamente.

Quando o assunto é habilidade, embora algumas companhias tenham voltado para o escritório ou deixado essa etapa para o pós-pandemia, o cenário atual potencializa ainda mais a necessidade de saber se relacionar. “Essa é uma competência determinante, pois é a mais difícil de encontrar. Bem como, a adaptabilidade, porque os indivíduos precisam se ajustar rapidamente e também é crucial ter o espírito de colaboração e capacidade de automotivação”, afirma Milena.

A pandemia também acelerou o processo digital das organizações. Assim, grande parte investimento programado para ser realizado em um ou dois anos foi feito em uma ou duas semanas. Logo, os profissionais precisam ter ainda mais conhecimento em tecnologias e entender das ferramentas disponíveis no mercado, saber como elas funcionam e quais os recursos são diferenciais para a rotina de trabalho.

Por isso, “na realidade moderna, as pessoas vão se interligando por meio de softwares de reuniões virtuais. Eles estão colaborando para ter uma rede de comunicação e produtividade dentro das corporações”, finaliza Milena.

Portanto, grandes interesses apontam novos caminhos a seguir, então, mantenha-se informado. Para isso, continue acompanhando nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diariamente e contamos com a participação de diferentes especialistas. Conte com o Nube! Como está a gestão da sua empresa?

 

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe