Um currículo claro e bem estruturado aumenta as chances de um candidato a uma vaga de emprego conseguir uma entrevista. Contudo, para ter um CV realmente atrativo para os recrutadores, algumas dicas fáceis de serem colocadas em prática podem ajudar.

Em um mercado de trabalho cada vez mais disputado, é preciso ter estratégias para se sobressair em meio aos concorrentes. Por isso, veja as dicas do instrutor Eduardo Giansante, da Udemy, sobre as ações válidas para turbinar os documentos de apresentação:

    1. Mostre os resultados obtidos para as empresas nas quais já trabalhou. Não basta apenas descrever as atividades desempenhadas em cada cargo ocupado. A recomendação é explicar a razão das funções e os frutos colhidos, como a conquista de clientes e aumento da receita.
    2. Deixe a seção “objetivo” de fora e inclua um resumo da sua trajetória. O campo pode parecer antiquado e limitado aos olhos dos selecionadores. Dependendo do escrito, é capaz de fechar as portas para trabalhar em outras áreas do negócio. Uma alternativa é adicionar um resumo profissional logo depois das informações pessoais e de contato. Por exemplo: “engenheiro mecânico com cinco anos de experiência e pós-graduação em Gestão de Projetos”.
    3. Não esqueça de adicionar cursos livres e certificações. Apesar de não serem experiências remuneradas, todas as habilidades de um empregador as quais possam ser aproveitadas pelo empregador são relevantes. Vale ainda adicionar os resultados atingidos a partir de tais competências.
    4. Acrescente também suas principais soft skills. Afinal, muitos gestores já consideram as habilidades comportamentais tão importantes quanto as técnicas. Assim, vale inserir aptidões como comunicação, pensamento crítico, gestão do tempo, persistência e adaptabilidade. 
    5. Edite o documento de acordo com a vaga para a qual você está se candidatando. Para ‘dar match’ com o empregador é preciso também falar a língua da instituição, adaptando alguns termos, por exemplo. Se o especialista foi redator em uma organização jornalística e busca vaga de repórter em outra, pode adaptar a função anterior para repórter. Funciona se forem funções muito parecidas. 

 

 

E quem não tem experiência?

Segundo Fabíola Castro, especialista em RH do Rio de Janeiro (RJ), para quem tem pouca experiência, a dica é destacar as qualidades pessoais, a vontade de aprender e a disponibilidade de horário. Afazeres voluntários também contam! “Além disso, uma boa recomendação para iniciantes é tentar sempre uma posição com um nível hierárquico menor para mostrar seu esforço e ir conquistando seu lugar aos poucos”, indica.

Gostou das dicas? Aproveite também para fazer nosso curso gratuito “Como elaborar um currículo?” Desejamos boa sorte em sua jornada!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe