Mudar de carreira, hoje, é uma ação comum e até, muitas vezes, incentivada. No entanto, há poucas décadas, o ato não era visto com bons olhos e, dificilmente, era praticado. Quer saber mais sobre o assunto? Descubra nesta matéria!

Com o passar do tempo, tudo evolui. A tecnologia, os transportes, o modo de viver e conviver. No mercado de trabalho, não é diferente e assim como muitos hábitos são incorporados na rotina diária, outros deixam de existir. Se antigamente, a troca de profissão era um tabu, nos dias atuais, é um tema superexplorado. Contudo, como isso aconteceu?

De acordo com o especialista José Roberto Marques, alguns fatores determinam essa transformação de conceito:

- A entrada da mulher no mundo corporativo;

- Conciliar vida pessoal com o trabalho, devido ao aumento de pais/mães solteiros;

- Elevação do grau de instrução e a busca de conhecimentos;

- Maior comprometimento com a carreira (oportunidades profissionais não mais limitadas à corporação);

- Avanço na legislação quanto aos direitos trabalhistas, à globalização da economia e a flexibilidade do trabalho, entre outros fatores.

Segundo Marques, certamente, ainda existe quem segue o modelo tradicional, prezando pela estabilidade e pela permanência em longo prazo. “Porém, outros estilos se consolidaram com o passar do tempo. A multiplicidade de caminhos é importante para ter liberdade de escolha e mais opções para caminhar sempre rumo à satisfação pessoal”, garante.

Sem dúvidas, a modificação de pensamento sobre o tema facilitou muito a vida de diversos jovens e impulsionou a felicidade no ambiente corporativo. Contudo, se você iniciou um curso e não sabe ao certo se é essa a escolha certa para seu futuro, nada de agir por impulso.  A dica é, antes de qualquer decisão, realizar um estágio.

“Ao chegar à universidade, o aluno se depara com o conhecimento teórico, porém, o cenário altera quando se vive isso na prática. Essa atividade possibilita a adaptação psicossocial do discente ao contexto organizacional e proporciona a complementação do seu processo de aprendizagem”, garante Leonardo Gomes, Coordenador de Estágio da Faeterj - Faculdade de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro.

Portanto, paute suas atitudes com muita responsabilidade. O Nube acredita em seu poder de discernimento! Conte sempre conosco.

Leia mais:

O que é estágio?

TV Nube: o que é estágio?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubeestagios) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+ e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos.De pouco vale o profissional sem ética. Conheça mais sobre o assunto nesta matéria do Nube.

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe