Vaga de inclusão para pessoas Transgênero Vaga de inclusão para pessoas Negras e ou pardas Vaga em regime Home Office Vaga em regime Híbrido
Vaga com alta procura

Consulte todas as vagas dessa empresa!

  • +
Tenho interesse
aproveite-do-on-line-para-se-desenvolver-no-trabalho

Aproveite do on-line para se desenvolver no trabalho 

Notícia | 02/10/2023

Pedro Fagundes

Como você tem lidado com a transição natural das empresas para o universo remoto? Trabalhar diretamente em casa – seja como estagiário, jovem aprendiz ou efetivo – tem uma série de benefícios. No entanto, a comodidade do lar também pode impor alguns empecilhos, os quais roubam o tempo e tiram o foco da labuta. Ficar sentado, na mesma cadeira, durante um dia inteiro – mesmo após o expediente – torna o cotidiano mais pacato. Esse marasmo tem o poder de fragilizar o psicológico do colaborador e retirá-lo de sua zona de conforto – apesar de, fisicamente, estar dentro dela. Frente a esse contexto adverso, porém já consolidado, é preciso se agarrar em metodologias compensatórias. Quer conhecê-las? Não deixe de acompanhar a matéria abaixo!

 

Vantagens de se adaptar ao remoto

Desde 2020, quando a pandemia tomou conta do cotidiano, empurrou a população para dentro de suas casas e impôs mudanças à sociedade, o ecossistema organizacional nunca mais foi como antes. A partir desse disparate, tendências como o home office tomaram o posto de lei. Agora, mesmo com o abrandamento do vírus, essa “moda” provou não ser passageira. Muito pelo contrário, ela se estende até hoje. Dentre fossas e louros, o trabalho remoto pôde proporcionar positivas alterações no mercado. Com sua extensa proliferação, o labor tomou para si a instantaneidade da web. Para se ter uma ideia, segundo o National Bureau of Economic Research (NBER), o virtual reverbera na economia diária de 82 minutos de deslocamento.

Esse tempo, antes perdido, agora é utilizado para potencializar a produção e desempenho das equipes. O conforto do lar, em um primeiro momento, encurta distâncias e fornece Restranquilidade à atuação. Dessa forma, não raramente torna-se predileção dos profissionais. De acordo com um levantamento da Microsoft, realizado no início de 2023, 87% dos entrevistados sentem-se, justamente, mais produtivos enquanto operam virtualmente. Além disso, percebe-se um aumento da taxa de retenção, dentro desse recorte de ofício. Ou seja, apesar de diferente e até mesmo disruptivo, o modelo on-line tem conseguido – a passos largos – conquistar o seu espaço ao sol.

A flexibilidade é um dos motivos por trás dessa mudança. Poder estar disponível, quando e onde quiser, é a chave para desbloquear o interesse da juventude. Manter-se preso a quatro paredes, por um horário fixo e inflexível já ficou para trás. O modelo de labuta seguiu os passos do smartphone e agora viaja o mundo na palma de sua mão, ampliando a conectividade da labuta. “Além disso, ele ajuda a quebrar o falso estereótipo responsável por relacionar a produtividade à presencialidade. Antes, via-se a prática com desconfiança em relação ao nível de entrega dos colaboradores a distância. Hoje, pelo contrário, trata-se de um aliado em momentos de incerteza”, pontua a gerente de recursos humanos do Accountfy, Samea Nasraui. 

 

Barreiras do modelo

Apesar dos destaques afirmativos, a migração institucional para as redes está longe de ser um passeio no bosque. A realidade mais se assemelha a uma odisseia homérica, repleta de desafios a serem superados. Dentre eles, a capacidade de “desligar da tomada” – ao fim do expediente – salta aos olhos como um dos maiores obstáculos. Alocar, em um só cômodo, os ambientes ocupacional e íntimo derruba uma relevante barreira na vivência social. Assim, nasce a maléfica tendência de disponibilizar-se 24/7, isso é, 24 horas por dia, sete dias por semana. “A paranoia da produtividade final prejudica o teletrabalho, ferindo o contato com equipes, acesso à empresa, ansiedade e preocupações com demandas”, argumenta o diretor comercial da 5F Soluções em TI, Sylvio Herbst.

Esse desalinhamento parte, muitas vezes, do receio ainda existente na mentalidade das lideranças. Conforme o mesmo levantamento da Microsoft, apenas 12% dos gestores demonstram ter total confiança na produtividade de seus times. Esse dado vai de encontro a qualquer outra análise responsável por trazer o ponto de vista do empregado. A Cisco, por exemplo, levantou como 72,3% dos funcionários do Brasil acreditam ter melhorado sua qualidade de serviço no ecossistema híbrido ou a distância. Ou seja, as percepções não apenas se afastam, elas se contradizem. “Isso é fruto de uma falta de motivação e comunicação precária com os cargos diretores. Todavia, é um medo contornável, a partir de um monitoramento de tarefas e canais abertos de diálogo”, entende Herbst.

 

Dicas para maximizar o on-line

Perante um cenário dúbio, recheado por vantagens, desavenças e incertezas, o Nube, em parceria com a gerente de recursos humano, sugere quatro dicas para otimizar a rotina remota. Veja a lista abaixo:

infográfico

Delimite um cotidiano: dividir, mentalmente, o espaço laboral do lúdico é fundamental para o bom desempenho a longo prazo. Equilibrar a rotina é peça-chave para se manter saudável, tanto psicológica quanto fisicamente. Sobrecarregar-se pode acarretar em problemas de saúde. Logo, é de extrema relevância criar momentos de pausa e descanso ao longo do dia. “Lembre-se, é necessário avaliar e conciliar uma separação entre horizontes organizacionais e domésticos. Assim, consegue-se deixar ‘o trabalho no trabalho’, sem o levar para casa”, recomenda Samea.  

Apoie-se em tecnologia: assim como ela trouxe à tona o modelo remoto, é preciso seguir a inclinação e abraçar aplicativos e ferramentas capazes de ajudar na organização. A ordenação é um dos segredos do teletrabalho. Com tantos recursos ao nosso favor, é possível usá-los para otimizar a rotina e tornar os processos menos pesados.

Preze pelo bem-estar: como o home office é o local onde passamos a maior parte do dia, deve-se torná-lo um lugar agradável. “Não deve ser mais aceitável conviver em ecossistemas laborais onde não seja levado em conta o bem-estar do colaborador. Além disso, prezar pelo relacionamento de confiança com a organização, seja dentro ou distante do escritório, é chave” finaliza Samea.  

 

Gostou das indicações? Então, atualize-se ao cotidiano remoto, aprenda a tocar conforme a banda e, claro, compartilhe o conteúdo com os amigos! A hora para potencializar o seu cotidiano e atingir o pico de produtividade é agora, basta ter iniciativa. Quer mais toques como esse? Continue nos acompanhando em nosso blog e nas redes sociais. Ah! Não esqueça de conferir o aplicativo Nube Vagas, disponível para Android e iOS. Para aproveitá-lo ao máximo, deixe sempre as notificações ligadas. Mantenha seu cadastro atualizado, atenda às nossas ligações e consulte o seu e-mail para não perder nenhuma novidade.

O Nube oferece oportunidades remotas, preza pela inserção e torce pelo seu sucesso!

Seja nosso seguidor no Instagram, Tiktok e Linkedin (@nubevagas) e fique por dentro de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista também nossos vídeos de dicas poderosas para o mercado de trabalho no YouTube. Quer mais? Estamos no X e Facebook com novidades. Esperamos você!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe