Nos últimos dois anos, vivemos momentos de mudanças em todas as áreas. A pandemia trouxe várias restrições e foi preciso se adaptar para continuar tocando a vida. Com isso, os trabalhadores transportaram os escritórios para dentro de casa e, com o passar do tempo, esse processo só evolui. Dessa forma, é um território relativamente novo e surgem desafios para os gestores.

O novo normal

Segundo a plataforma Workana, 84,2% dos líderes na América Latina pretendem seguir com o trabalho remoto. Sendo assim, acende um alerta para os dirigentes aprenderem como lidar com a situação. Um dos assuntos mais debatidos nesse período foi a saúde mental. “No atendimento clínico, é possível perceber o receio dos pacientes em transparecer o estresse, a dificuldade e as sensações negativas. Eles temem a demissão ao demonstrar alguma fragilidade”, explica a psicóloga Daniele Nazari.

Essa será a principal missão daqui para frente. Os chefes precisam humanizar essa relação, dando abertura para seus comandados e entender essa condição. A sensibilidade é fundamental nesse momento, assim como a empatia e o respeito. Todos passaram por tempos difíceis e cada um lida com isso de uma maneira. “Nessa situação, o comandante tem mais facilidade de ampliar suas estratégias e se conectar com o time de uma forma mais efetiva”, complementa Nazari.

No home office, existem imprevistos diferentes do presencial. Alguns deles fogem do controle do indivíduo, como acabar a energia, ficar sem Internet, barulhos de obras, latidos de cachorros, entre outros. Além disso, a falta de contato diário pode afastar a equipe. Por isso, é importante promover momentos de interação e descontração entre todos.

A gestão estratégica dentro de uma empresa é como uma ferramenta capaz de promover a ordem, o desenvolvimento e o bem-estar de todos os envolvidos. A base central é conquistar uma relação amistosa e cada um ter consciência de seu papel dentro da equipe. Com isso, o colaborador dará o seu melhor com o objetivo de conquistar resultados satisfatórios em todos os aspectos.

"Para ser líder nos dias atuais exige além das competências técnicas. É preciso ter outras habilidades como ser uma pessoa conectada, generalista, minimalista, renovadora, capacitadora, conciliadora, com foco na solução, amar desafios e ter fome de produtividade", comenta o empresário Marcos Scaldelai.

Porém, esse período trouxe também coisas positivas para as corporações. Com os funcionários em casa, elas tiveram uma economia e o desempenho permaneceu no mesmo nível e, em alguns casos, até aumentou. A relação custo-benefício é boa e esse é um dos motivos do modelo ter continuidade para o futuro.

Outra vantagem é a realização de processos seletivos virtuais. Dessa forma, abre a possibilidade de entrevistar pessoas de qualquer localidade, sem preocupação com deslocamento. Sendo assim, as companhias têm um leque muito maior de opções e economiza em vários fatores.

A nova geração

As novas gerações estão tomando conta do mercado de trabalho. Segundo um levantamento do Departamento de Censo dos Estados Unidos, a Geração Z (nascidos após 2001) já representa 20% da força de trabalho no país. Diante dessa realidade, as organizações precisam de atenção e disposição para atualizar suas estratégias.

O contexto no qual cada um cresce ajuda a definir os valores, crenças e comportamentos. Contudo, isso não significa uma igualdade entre todos, caso tenham uma realidade similar. Cada um vive, sente e reage de uma maneira diferente às suas experiências. Porém, um perfil geral pode ser traçado.

A nova geração busca ambientes inovadores, abertos a mudanças e inclusivos, respeitando e acolhendo as diferenças. Por isso, precisam ter consciência do impacto das emoções no desempenho. Hoje em dia, os jovens consideram isso em suas escolhas profissionais. Eles também são automotivados, autodidatas, impulsivos, imediatistas e capazes de realizar várias ações ao mesmo tempo.

Portanto, são muitas variáveis atualmente e quem está nesse universo há mais tempo, precisa se acostumar com esse novo contexto. Caso você esteja procurando por estagiários, entre em contato com o Nube. Nós podemos te ajudar!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe