Ser líder é de longe um dos maiores desafios de um profissional. Cabe a essa figura, a responsabilidade de agir com excelência para cumprir com as expectativas e pedidos da empresa. Ao mesmo tempo, ele precisa equilibrar situações positivas e negativas, principalmente quando falamos de conflitos na equipe.

Segundo Ana Silvia Teixeira, coach e consultora em desenvolvimento de carreira, do Rio de Janeiro, a cada instante, o gestor é pressionado a ter metas atingidas e resultados transformados em cifrões. Para isso, o seu time deve estar em sinergia, caso contrário, a situação piora para todos. “Os problemas o tornam vulnerável pessoal e profissionalmente, então, ele precisa de ferramentas eficazes para resolvê-las para se sair bem consigo mesmo e com seus colaboradores”, explica.

Para isso, de acordo com a especialista, os mecanismos necessários para um bom relacionamento e êxito no desempenho se encontram na própria bagagem do indivíduo. Assim, formação e experiências na carreira se tornam fundamentais, principalmente quando o assunto é inteligência emocional, autoconhecimento, capacidade de mediação, respeito ao outro, proatividade, visão, valores, entre outros.

Além disso, há uma prática essencial nesse contexto. Trata-se do rapport. “No processo de coaching, significa criar uma relação de confiança e harmonia, ao deixar o outro mais aberto e receptivo para trocar informações, ser desafiado e aceitar mudanças”, evidencia.

Portanto, segundo Ana, quando o supervisor exerce esse tipo de comunicação, gera-se um clima agradável no grupo. “Todo mundo é capaz de perceber quando há algum impedimento para o desenvolvimento de suas competências ou quando não se adequam à função. Assim, tomam atitudes assertivas para se corrigirem”, considera.

Para Giovanna Tupiniquim, estudante de administração de empresas,  um ambiente motivador só é possível quando cada um se compromete a auxiliar o outro, a agir com empatia, cooperar e cativar as pessoas para todos desenvolverem um ótimo serviço. “É muito importante ter uma boa relação com a equipe. Saber ser gentil, aceitar as opiniões, ajudar sempre, questionar quando se tem dúvida, ficar feliz pelo próximo, acima de tudo, agradecer sempre”, conta a jovem.

Portanto, faça você a sua parte e tente transformar o local de trabalho em um lugar positivo e animador. Afinal, passamos muito tempo do nosso dia com colegas, superiores e pares e ter um clima desagradável acaba atrapalhando a todos. Por isso, invista nessa questão e conte sempre com o Nube!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe