Uma pesquisa realizada pela 8 Total Brand com 970 pessoas entre 17 e 25 anos, moradores de Porto Alegre e Região Metropolitana, concluiu que felicidade e liberdade são as maiores ambições dos jovens quando o assunto é carreira e mercado de trabalho. Ainda conforme o estudo, ao mesmo tempo, o maior medo é não conseguir atuar com o que realmente gostam, acomodando-se em setores que não os fazem felizes.


Para 37% dos participantes, o ideal é alcançar aquilo que desejam e sonham, ainda que isso signifique abdicar de projetos momentâneos. Ansiosos, livres e sensíveis ao coletivo, os jovens deixam de buscar tanta segurança e estão dispostos a arriscar para descobrir onde querem chegar.


O levantamento avaliou o comportamento da geração que está estreando na vida profissional de maneira peculiar. De acordo com a diretora da 8 Total Brand, Luciane Paim, o principal objetivos desses jovens é correr atrás de propósito e sentido para o que estão fazendo. "É uma geração que não se importa em receber um salário menor em troca de flexibilidade no trabalho. Eles buscam mais liberdade e melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Querem trabalhar para viver e não mais viver para trabalhar", afirma Luciane

Compartilhe