Muitos brasileiros têm o sonho de morar e estudar fora do país. Esse desejo se dá por conta da experiência adquirida nesse período, dos novos aprendizados, a maturidade obtida e a fluência em outro idioma. No entanto, para isso, é preciso um planejamento prévio, economia de dinheiro, pesquisa sobre o destino e ter objetivos bem definidos. Sendo assim, quem tem a chance de ter essa vivência pode se destacar na hora de um processo seletivo.

Maioria dos estudantes sempre sonham com os Estados Unidos

Aqui no Brasil, muitos jovens almejam se aventurar nos Estados Unidos. Isso ocorre pois se trata de uma das principais nações do mundo e famosa pela qualidade de vida, de ensino e quantidade de oportunidades. Além disso, lá está localizada a universidade mais conhecida: Harvard.

Seguindo essa linha, a gerente da consultoria educacional Crimson Education e ex-aluna da instituição, Laila Parada-Worby explica como um discente pode conseguir uma matrícula ou bolsa de estudo onde ela se formou. “Por ter um dos melhores ensinos superiores do mundo, com estrutura de primeira linha, professores renomados, flexibilidade acadêmica e projeção de carreira, as universidades dos EUA são concorridas e exigentes. Harvard, por exemplo, teve a menor taxa de aceitação em toda a sua história em 2021, de apenas 3,43% dos aspirantes”.

A porcentagem de aprovação das 50 faculdades americanas mais competitivas varia entre 4 e 17% e, com preparo e dedicação, é possível ser parte desse seleto grupo de estudantes. “Elas buscam alunos com maior potencial para aproveitar as possibilidades e se desenvolver ao máximo, então a avaliação é holística, leva em consideração não apenas o histórico escolar como também atividades extracurriculares. Portanto, é ideal ter um perfil de liderança, com boa comunicação e participação social”, analisa Laila.

Abaixo, ela dá algumas dicas para quem tem essa meta:

Utilize seu tempo livre para explorar seus interesses e paixões: atividades extracurriculares demonstram características pessoais, motivações e engajamento. Voluntariado, competições, pesquisas e esportes contam pontos valiosos. “Como a maioria dos candidatos têm um perfil acadêmico elevado e similar, esses aspectos podem ser determinantes para a aprovação ou reprovação, representando 30% do peso da avaliação”.

Aprenda a falar e escrever sobre si: autoconhecimento é crucial para ter um bom desempenho nas redações e entrevistas, para apresentar sua essência e interesses de forma genuína. Em vez de apenas descrever méritos e conquistas, entenda quais experiências resultaram em aprendizados e melhor descrevem a sua personalidade, ambições, objetivos e exponha isso de forma clara.

Seja líder e assuma o protagonismo nos projetos: engajamento e liderança são duas características relevantes e podem ser um critério fundamental de desempate. Coordene iniciativas, seja pioneiro e tenha destaque.

Aprimore o inglês: aulas on-line e aplicativos gratuitos ajudam a dominar o idioma para alcançar nível avançado ou fluente e estar mais capacitado para exames de proficiência como TOEFL, Duolingo English Test e IELTS. Eles avaliam: gramática, interpretação de textos, expressão e compreensão oral.

Construa bons relacionamentos com professores: em busca de uma referência real do comportamento e do desempenho dos candidatos, as instituições americanas pedem uma carta de recomendação sincera de um educador. Seja merecedor de uma boa indicação. Participe ativamente das aulas e projetos, interaja em gincanas e feiras culturais e preze por uma boa reputação.

Faça simulados das provas padronizadas SAT e ACT: essas provas analisam os candidatos de forma igualitária em todo o mundo. Com a pandemia e a impossibilidade de realização dos exames presencialmente, muitas escolas tornaram os testes opcionais, mas quem envia essa nota tem preferência.

Aprenda a organizar seu tempo: as 24 horas do dia rendem mais quando se tem uma boa gestão do tempo, com planejamento, vida social e descanso. Comece com uma lista com todas as tarefas, defina prioridades e ordens. Monte sua planilha personalizada.

Tire ótimas notas no colégio: currículos internacionais como IB (International Baccalaureate), AP (Advanced Placement) e A-Levels (Advanced Levels) são muito valorizados e considerados avançados por serem feitos integralmente em inglês e demonstrarem um maior desafio por parte do aspirante.

Conte com ajuda: busque informações atualizadas na Internet sobre as instituições e os processos seletivos, converse com quem fez o application recentemente e com especialistas da área.

Prepare-se com antecedência: quanto antes iniciar o planejamento e a preparação, mais tempo você terá para ser estratégico nas escolhas, fortalecer o perfil, praticar simulados, redações e entrevistas e assim potencializar as suas chances de admissão.

O brasileiro tem um perfil empreendedor, engajado e dedicado. Isso chama a atenção dos estrangeiros. “O estudante deve conhecer os requisitos e realizar uma preparação específica para elevar o seu potencial ao máximo em cada um dos critérios para tornar esse sonho possível. Esse esforço vale a pena”, afirma a especialista.

Outros países estão ganhando o coração dos brasileiros

Cada vez mais a Irlanda conquista nossos conterrâneos. Em seis anos, o número quintuplicou, alcançando 70 mil indivíduos, segundo dados da Embaixada de Dublin. “Isso representa 75% dos intercambistas do país, seguidos pelos mexicanos, com apenas 10% do total. Fora suas belezas naturais incontestáveis e a facilidade em conhecer outras regiões europeias, existem vários pontos positivos”, destaca o diretor comercial da SEDA College, Danilo Veloso. Veja os principais:

Aprendizado da língua estrangeira: a convivência e práticas de conversação entre diferentes sotaques incentiva esse aprendizado.

Oportunidades de emprego: o país oferece uma das melhores remunerações de toda a Europa, permitindo juntar uma boa reserva financeira ao longo de sua estadia.

Custo-benefício e duração do curso: existem diversos tipos de programas disponíveis para os alunos. Basta qual mais se encaixa em suas condições financeiras e objetivos.

Facilidade de viagem para a Europa: é possível encontrar muitas passagens por preços baixos e promoções constantemente. Quem sabe, até mesmo para fazer um “mochilão” pelo território.

Portanto, esteja sempre evoluindo e buscando novas competências. Dessa forma, você se destaca na hora de ingressar no mercado. Mesmo em outro país, você pode estagiar em home office por aqui. Então, se procura por uma oportunidade, acesse o nosso painel de vagas. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram , Tiktok e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe