A pandemia impactou diretamente na educação mundial. Algumas escolas conseguiram se adaptar para manter as aulas no ambiente virtual. Porém, a grande maioria não teve êxito nessa tarefa. Recentemente, os encontros presenciais vêm retornando e o modelo híbrido é adotado em algumas instituições. Sendo assim, surgem alguns desafios para os educadores. Como será o ensino daqui para frente?

As novidades na educação

Até então, o sistema a distância só estava presente no ensino superior. Os professores dos colégios precisaram se adequar, instantaneamente, a uma nova realidade. Não teriam mais os alunos em sala de aula, nem poderiam mais explorar a lousa ou fariam mais as dinâmicas às quais estavam acostumados. Todo o cronograma e planejamento didático precisou ser adaptado, do dia para a noite, para o digital. Além de exercitar a criatividade, também foi necessária uma rápida familiarização com os dispositivos e ferramentas disponíveis.

Os estudantes também precisaram se acostumar a outros aspectos dessa nova realidade. Em vez de ir à escola, encontrar os amigos, participar do recreio e ter atividades em grupo, passaram a fazer tudo em frente à tela do computador ou tablet. Mesmo com contato diário, é diferente. Ainda existia a dificuldade de se concentrar com as distrações naturais nas residências.

Sendo assim, é importante tomar alguns cuidados nesse processo de reformulação. Para o CEO da Sejunta, Guilherme Camargo, é necessário investir em qualidade. “As tecnologias móveis foram adotadas em todos os lugares. No entanto, sem o desenvolvimento contínuo dos educadores, a integração efetiva e a implementação correta, traz disfunções aos projetos escolares. É preciso se apoiar em empresas especializadas, para se obter o retorno desejado”.

As metodologias ativas, como o ensino híbrido, a aprendizagem baseada em projetos e a gamificação poderão contribuir com um melhor contexto e superar os desafios do retorno às atividades presenciais. Docentes bem preparados para implementar os diferentes recursos terão sucesso no pós-pandemia.

De acordo com o relatório desenvolvido pelo Instituto Gallup, 75% dos discentes aprendem melhor quando eles podem se expressar, promover o protagonismo e a autonomia. “A inclusão dos jovens nos processos tem um efeito transformador na maneira como interagem com o conteúdo. Isso permite o desenvolvimento de diferentes habilidades, mais engajamento e absorção de conhecimentos”, complementa Camargo.

Após as crianças ficarem tanto tempo sem sair na rua e brincar com os amigos, essa deve ser uma preocupação. Práticas como o bullying, podem ter efeitos ainda mais perigosos dependendo das dificuldades enfrentadas pela pessoa nesse período. É fundamental promover um clima agradável e de empatia entre os colegas. O bem-estar afeta diretamente no aprendizado.

O cuidado com a saúde mental

Ansiedade, dificuldade de concentração, sono desregulado e falta de apetite são alguns dos sintomas causados pelo distanciamento social e o estresse por conta da Covid-19. Por isso, cresce o interesse por movimentos para cuidar desses aspectos. É o caso da escola curitibana Interpares, para crianças de zero a seis anos.

A instituição aposta em duas técnicas de meditação: o Mindfulness, focado no exercício de concentração no momento presente e a Educação Emocional, para gerenciar as emoções. “Começamos o encontro com cada um contando como está se sentindo e então fazemos uma pequena meditação. Depois partimos para uma ação de atenção plena e uma conversa sobre sentimentos. Terminamos com alguma brincadeira”, explica a professora do projeto, Amanda Lieuthier.

Durante a reunião, os pequenos costumam passar em torno de dois a três minutos em silêncio e de olhos fechados. A principal dificuldade deles é se manterem parados sem distrações. "Eles têm um estado natural de movimento, então explicamos o motivo de ficarmos quietos e respeitarmos o tempo de cada um. Essa prática traz benefícios independentemente da idade e controla o psicólogico”, finaliza Amanda.

Portanto, esteja por dentro das novidades e atualizações nesse meio. Proporcione uma experiência confortável para as crianças após o período difícil nos últimos meses. Juntos, retomaremos o caminho do sucesso!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe