Disputar uma vaga no mercado nem sempre é fácil. Muitas pessoas, especialmente aquelas com menos experiência, podem enfrentar episódios de ansiedade. Para entender sobre o assunto, o Nube - Núcleo Brasileiro de Estágios perguntou aos jovens quais são suas estratégias para controlar o sentimento antes de uma seleção. A pesquisa foi feita com 29.295 participantes, de 15 a 29 anos, entre os dias 31 de agosto e 11 de setembro. Buscar informações sobre a corporação pretendida é o hábito mais comum entre eles.
 
A maioria (40,49% ou 11.861) dos respondentes disse: “estudo bastante sobre a empresa e a vaga”. Segundo Vitória Sorato, recrutadora do Nube, essa prática faz o candidato entender melhor sobre a oportunidade. “Assim, pode analisar se a missão e valores da instituição estão de acordo com almejado por ele. Além disso, essa ação ajuda a ter domínio das informações, logo, mais segurança para conversar com o entrevistador”, explica. A selecionadora ainda deixa uma dica para os estudantes. “Por isso, se puder, reserve 30 minutos antes do recrutamento para fazer isso. Dessa forma, quando chegar a hora da entrevista, poderá sanar todas as suas dúvidas e curiosidades”, orienta.
 
Outros 30,40% (ou 8.906) procuram relaxar ou meditar. Na visão da especialista, essas são ótimas ferramentas de auxílio para o controle da inquietação. Afinal, o nervosismo, preocupação e tensão podem atrapalhar o diálogo e impactar no desempenho do concorrente. “A fim de lidar com isso, exercícios de concentração e distensionamento costumam ser eficazes, bem como técnicas de respiração, as quais contribuem para manter a mente no presente. A partir daí é possível falar pausadamente, com tranquilidade e evitar aquela infinidade de pensamentos invasivos nas situações desafiadoras”, ressalta. Para obter esse resultado, é necessário praticar diariamente. 
 
Em outra perspectiva, 10,92% (ou 3.200) afirmaram: “geralmente não fico ansioso, confio no meu talento”. De acordo com Vitória, a autoconfiança é importante e colabora com o domínio de emoções negativas, bem como com a performance durante as etapas do processo. Contudo, no início da carreira esse sentimento nem sempre está tão forte. “Uma dica para ser mais confiante é sempre pesquisar bastante sobre a chance e também sobre a organização. Em caso de desclassificação, peça um feedback acerca de seu desempenho e pontos de melhoria para conseguir se aprimorar sempre mais”, recomenda.
 
A tática de 9,19% (ou 2.691) dos pesquisados é beber muita água. Como lembra a selecionadora, estudos apontam: esse hábito não tem relação direta com a amenização da ansiedade. “Porém, quando há desidratação, o corpo não funciona da maneira correta. Isso pode resultar em um agravamento desses sintomas mentais de apreensão e estresse. Por isso, é sim relevante ingerir o líquido em quantidades adequadas antes e durante momentos como esse” diz. 
 
Por fim, 9,00% (ou 2.637) costumam ler notícias e ver vídeos com dicas. O início da trajetória profissional é repleto de dúvidas referentes ao meio corporativo. “Pensando nisso, o Nube disponibiliza variados cursos on-line totalmente gratuitos para amparar os candidatos nesse período. Neles há diversas orientações acerca da busca por oportunidades. Alguns deles são 'Tenha sucesso em processos seletivos’ e ‘Como elaborar um currículo’. Ao final de cada um, é liberado um certificado de horas complementares”, finaliza Vitória.
 
Além do EAD, no blog do Nube há muitos conteúdos sobre o mercado de trabalho, como tutoriais para montagem de currículo, preparação para entrevistas, dicas para ser efetivado e muito mais. Na TV Nube entrevistamos especialistas com visão de mercado em diversos programas para ajudar os jovens a ter sucesso na carreira.
 
Serviço: Como os jovens controlam a ansiedade antes de um processo seletivo? 
Fonte: Vitória Sorato, recrutadora do Nube.
 

Compartilhe