Você já ouviu o termo employer branding ou sabe qual sua importância para o crescimento das empresas? De acordo com pesquisa da Employer Branding Brasil, 62% das companhias já entendem a importância dessa estratégia e pretendem aumentar investimentos em marca empregadora. Saiba mais neste Conexão Ilimitada! 

O que é Employer Branding? 

De acordo com Suzie Clavery,  gerente de employer branding do UnitedHealth Group Brasil, o conceito pode ser definido como a ideia de gerenciamento da reputação de sua instituição. “Por meio dessa técnica, você consegue administrar quais aspectos seus candidatos e colaboradores falam sobre sua corporação. Isso facilita para a atração, retenção de talentos e também para resultados reais de negócio. Além disso, é a junção entre várias áreas: marketing, branding, comunicação, administração e recursos humanos”, afirma. 

Para ela, todo negócio, independentemente de seu tamanho, possui uma marca empregadora. “Toda organização, seja com um funcionário ou mais, tem pessoas no mercado falando sobre ela. Seja por meio das redes sociais, das conversas com os amigos entre outros. Sempre estarão compartilhando a experiência de como é trabalhar nesse lugar”, ressalta. 

Produtividade e felicidade

Segundo a Warwick University, do Reino Unido, trabalhadores realizados são 20% mais produtivos. Portanto, um bom ambiente de atuação é capaz de agregar na vida dos colaboradores e no desenvolvimento das companhias. No entanto, de acordo com pesquisa do Nube, apenas 38% dos entrevistados se consideram felizes em seus atuais cargos.

De acordo com a jornalista, Virginia Almeida, o trabalho hoje não é só sobre questões financeiras, tem também uma ligação com realização pessoal. “Muitas pessoas fazem planos em torno da profissão. Quando você está em um ambiente feliz e marcado por contribuir com ações, valores e atividades para o seu sucesso, mais ficará satisfeito e produtivo”, comenta. 

Alguns dos projetos sugeridos por Virginia envolvem uma postura mais humanizada e pessoal por parte das empresas. “Os principais atrativos para os funcionários estão ligados a ações capazes de permitir uma maior integração com os seus familiares, colegas de equipe, o incentivo a cursos e atividade de desenvolvimento”, destaca. 

A visão do mercado

Apesar das ferramentas de atração serem focadas na visão dos colaboradores e de possíveis contratados, também existem benefícios para a percepção nos negócios. Carolina Dinis, especialista em comunicação e marketing afirma: “tudo começa com o seu employer value proposition (EVP), ou seja, a proposta de valor da sua organização ou o diferencial capaz de fazer os colaboradores escolherem trabalhar ali. Essa é a parte fundamental e aí sim como você contará essa história para o mercado de forma transparente, clara e de fato refletindo a realidade.”

Para as corporações interessadas em desenvolver práticas positivas de retenção de talentos e criar uma boa imagem no mundo dos negócios, Carolina sugere buscar um planejamento analítico e assertivo: “primeiro faça um diagnóstico e entenda quais são suas estratégias, em qual ponto deseja chegar e para onde querem ir. Faça também uma definição de talento e compreenda quais áreas possuem uma demanda muito maior. Depois desse processo, escute seus colaboradores e entenda quais são suas reais necessidades. Dessa forma irá para o mercado bem preparado”, aconselha.

Quer saber mais sobre employer branding? Então, assista o novo “Conexão Ilimitada”, da TV Nube e veja ainda mais recomendações! Fique sempre de olho em nossas atualizações, pois nosso conteúdo é voltado para ajudar sua empresa!     

Compartilhe

Assista também