Para ir bem em uma entrevista de emprego, é preciso se preparar e pensar em quais competências e habilidades serão expostas. Além disso, diante de tantos candidatos, surge o questionamento: como se destacar e encantar os recrutadores? Algumas orientações são sempre bem vistas pelos profissionais responsáveis pela sua contratação. Dentre elas, demonstrar o interesse pela empresa e adotar posturas pertinentes.  

A auxiliar de faturamento, Brenda Oliveira, buscou expressar confiança diante do desafio de participar de sua primeira entrevista: “respondi as perguntas com clareza e não deixei o medo e a insegurança falarem mais alto. Eu me preparei treinando e pegando dicas com pessoas experientes.” O tema de hoje, da TV Nube, apresenta indicações para você também ter sucesso em seu processo seletivo.

Experiências

De acordo com pesquisa realizada pelo Nube, 53% das pessoas consideram um comportamento neutro como o melhor meio para falar de suas experiências anteriores. No entanto, ainda segundo o levantamento, 40% possui dificuldades em explicar porquê determinada corporação deve contratá-los ou apresentar a relevância de seus feitos e conquistas profissionais.

Para, a gerente de RH na Pinacoteca de São Paulo, Márcia Guiote, apesar da importância do conhecimento propriamente dito para as atividades operacionais, os recrutadores observam também outras aptidões. “A necessidade atual demanda atitudes capazes de agregar ao ambiente e ao time. A empatia, capacidade de se colocar no lugar do outro, o trabalho em equipe, a contribuição na soma coletiva e a resiliência são fundamentais”, afirma a especialista.

Ansiedade e nervosismo

Muitas vezes a ansiedade e o nervosismo falam mais alto, prejudicando a autoimagem e autoestima. Esses fatores frequentemente levam também a reações como tremedeiras, sudoreses e àquela sensação de “memória apagada.” Márcia orienta como minimizar os impactos da tensão durante a entrevista. “Esses sentimentos fazem parte, porém é importante ter um preparo para sua condição emocional. Pode ser por meio de uma atividade física antes do processo, ou uma oração, meditação, respirações mais profundas entre outras técnicas”, aconselha.

Cultura organizacional

Uma das características mais avaliadas pelos recrutadores é a afinidade do candidato aos valores e exigências das empresas. Por isso, é importante conhecer a história e a cultura organizacional das corporações. A sócia-fundadora da Umbigo do Mundo, Marina Pechlivanis, ressalta a importância dessa métrica: “quando uma organização tem de forma estruturada, priorizada, ordenada e comunicável seus principais ativos, ela torna o processo de atração facilitado. Ou seja, a instituição se autoconhece e dessa forma passa a atrair colaboradores com a mesma vibração. Assim se poupa energia, tempo, dinheiro, talento e o processo fica mais sustentável para ambos os lados.”

Por isso, orienta aos candidatos buscarem informações sobre o cargo e a empresa de interesse. “As pessoas podem procurar dados sobre as corporações em inúmeras fontes distintas. Nos próprios sites das companhias, em notícias publicadas em jornais, na televisão ou procurar vídeos no Youtube”, sugere. Márcia confirma a ideia da gestora ao reafirmar a visão positiva dos recrutadores diante dessa conduta: “isso demonstra interesse e agrada muito na hora da escolha.”

Portanto, quer se destacar no mercado de trabalho e encantar os recrutadores nos processos seletivos? Assista a nova matéria do programa “Conexão Ilimitada”, da TV Nube e boa sorte!

Compartilhe