Você conhece o programa de aprendizagem? Criado pelo Governo Federal, tem o intuito de inserir jovens em vulnerabilidade social no mercado de trabalho. De 2005 até hoje, a iniciativa já inseriu mais de 3,3 milhões de pessoas na modalidade. Saiba mais sobre o assunto e faça parte da ação!

De acordo com Marcos Bragança, diretor executivo do Instituto Saber, o aprendiz precisa ter entre 14 e 24 anos incompletos e estar frequentando o ensino médio ou já ter concluído essa formação. “Empresas de médio e grande porte têm cotas estabelecidas entre 5% e 15% de contratação. Com o e-social, a tendência é o número de funcionários dessa categoria aumentar consideravelmente”, explica.

Para Carlos Alberto Abrantes, diretor da Anhanguera Educacional de Guarulhos, a atividade é essencial. “Auxilia os mais novos a ganharem experiẽncia, terem uma renda extra e se manterem estudando. As corporações, por sua vez, ganham talentos com energia e vontade de fazer a diferença na equipe”, ressalta.

Na visão do presidente do Nube, Carlos Henrique Mencaci, o programa traz um impacto econômico-social gigante para o país. “Esse tipo de política pública é fundamental para o Brasil. Só assim mudaremos a realidade na qual estamos inseridos. A educação é a ponte para a igualdade e melhor condição para todos!”. Já para Meraldo Oliveira da Silva, diretor de RH da Tower Aumotive, uma companhia de sucesso incorpora essa mão de obra em sua equipe. “Eles fazem toda a diferença no dia a dia e trazem outro ritmo a corporação!”, finaliza.  

Quer saber mais sobre o tema? Assista nossa reportagem!

Compartilhe