Um hábito percorre a vida de todos nós ao longo da vida, a fofoca. Certamente, você conhece algum fofoqueiro ou alguma pessoa, a qual já tenha se prejudicado com rumores da ação. Contudo, no ambiente de trabalho, a atitude pode ser ainda mais prejudicial. Entenda melhor!

Segundo Lucia Winther, presidente da Editora Ponte Brasil, esse é um comportamento do ser humano e pode ocorrer em qualquer idade. “Temos uma memória reativa e, muitas vezes, agimos sem pensar. O importante é perceber o erro e corrigi-lo”, avalia.

Marcela Buttazzi é especialista em carreira da MB Coching e afirma não haver mais espaço para esse tipo de ação no mundo corporativo. “Hoje, o mercado busca profissionais diferenciados, com espírito de equipe, pronto para ajudar o próximo e com relacionamento interpessoal”, revela.

Você conhece alguém nesse perfil mexeriqueiro? Se sim, assista nossa matéria, veja como lidar e até mesmo indique o conteúdo da TV Nube!

Compartilhe