Estimular as pessoas no dia a dia sempre foi uma das grandes tarefas de qualquer corporação. Cada colaborador tem suas ambições e necessidades e, por isso, a mesma regra de motivação não vale para todos. Se em tempos de estabilidade e crescimento econômico, o tema já era desafiador, hoje, o conceito se torna ainda mais trabalhoso.

De acordo com o coach executivo e de carreira, Jorge Penillo, os brasileiros são bombardeados diariamente por notícias ruins. “Esse cenário, não auxilia as organizações, as quais têm de estudar cada setor para extrair o melhor de cada funcionário”, explica.

Já para Jaques Grimberg, especialista em coach de vendas, quem é líder e entende o processo de engajamento, certamente, consegue mais produtividade. “As pessoas precisam enxergar uma razão em sua rotina, se sentirem valorizadas e reconhecidas”, enfatiza.

Um exemplo de corporação motivadora é a Kogut. Por lá, além de um ambiente propício a criatividade e inovação, há também participação nos lucros e possibilidade de se tornar um dos donos. “Quando o liderado se sente parte do todo, ele passa a agir de uma maneira completamente diferente e não só a empresa, como ele também, ganha muitos frutos”, comenta Marcio Kogut, Founder & CEO do negócio.

Grégori Claro foi um dos impactados com essa gestão moderna e comemora a mudança de rota. “Já passei por diversos lugares e é clara a diferença quando uma organização te empurra pra frente. Certamente, faz toda diferença!”, incentiva.

Quer saber mais sobre esse tema tão polêmico? Dê um play em nosso vídeo e fique por dentro do assunto!

Veja também:

Motivação x Comprometimento

TV Nube: como reter e motivar talentos!

Compartilhe