A diversidade, não só no cotidiano, mas trazida para o ambiente empresarial, é ainda pouco explorada pelas organizações. Muitos empresários, seja por preconceito ou por falta de informações, ainda não abrem as portas para os diversos perfis existentes nas filas de emprego e, com isso, perdem grandes oportunidades de melhoria em suas equipes.

"Mesmo velado, o preconceito ainda existe e cabe ao gestor se comprometer e desenvolver de modo a explorar as diferentes gerações no mercado e todas as variáveis existentes", afirma Adriano Bandidi, psicólogo especialista em diversidade. Já para Andrea Deis, gestora de carreiras, "os interessados em ingressar em uma companhia devem agir naturalmente e com segurança, não dando margem para brincadeiras ou temas preconceituosos. Se um candidato for homossexual, por exemplo, não é necessário esconder. Está em jogo apenas sua competência profissional", comenta.

O executivo de contas do Nube, Gabriel Oliveira, apresenta maturidade para lidar com a questão. "Eu nunca dei margem para invadirem meu espaço, mas já notei  colegas com esse tipo de humilhação. Foi necessário, em outra empresa onde atuava, a intervenção do gestor para melhorar a situação na equipe, pois estavam estrapolando", revela.

Saiba mais sobre esse tema dando o play em nossa matéria!

Veja também:

Qual é o seu perfil?

Viva as diferenças!

Diversidade no trabalho

Compartilhe