Ingressar no mercado de trabalho não é tarefa fácil. Além de possuir diversas habilidades, ainda é preciso lidar com ocasiões, com os quais estamos pouco acostumados. Para saber qual a maior dificuldade dos jovens nessas situações, o Nube realizou uma enquete com a seguinte pergunta: Qual sua maior dificuldade ao procurar por uma vaga?”. Veja o resultado e avalie se está agindo corretamente.

A pesquisa foi uma das mais equilibradas e demonstrou o fato de o processo seletivo em si, ser motivo de horas perdidas de sono. Dentre as quatro opções de escolha, o obstáculo mais votado foi a dinâmica de grupo, com 27,1%. Para o estudante Gabriel Rodrigues Barreto Andrade, é uma etapa complicada. “Os selecionadores fazem perguntas e procuram perfis diferentes. Nunca sabemos qual a melhor forma de agir”, afirma.

A coordenadora da área de recrutamento e seleção do Nube, Natalia Caroline Varga, destaca algumas dicas para momentos como esse: “Em 80% das vezes, quando fazemos certos questionamentos, como, por exemplo, qual o seu maior defeito, escutamos dos candidatos o fato deles serem perfeccionistas”, afirma. Para ela, isso não responde muita coisa. “Nós esperamos ouvir em quais pontos essa característica atrapalha o jovem. Portanto, é necessário apresentar a falha e em seguida dar uma breve explicação sobre os danos causados por ela. Nada muito extenso”, conclui.

Com 26,19%, o segundo maior problema destacado foi a entrevista. Natalia comenta ser importante nesta hora olhar nos olhos do avaliador e manter a sinceridade. “Não adianta mentir, pois o entrevistador vai levar em conta um perfil comportamental, o qual não corresponde ao verdadeiro. Isso vai fazer a pessoa ser encaminhada para uma vaga, onde muitas vezes ela não se sentirá feliz”, explica.

A redação, com apenas oito votos a menos, ou seja, 26%, ficou em terceiro lugar. “Sinto muita dificuldade quando não vem com um tema pré-estabelecido, pois até conseguir desenvolver uma ideia, já perdi muito tempo”, comenta Andrade. Além disso, ele destaca o fato de poder já ter se prejudicado com gírias. “Na hora de falar me controlo bastante, mas acredito já ter deixado escapar palavras erradas no decorrer do texto”, assegura.

A questão da gramática também leva ao último colocado na enquete, isto é, testes de inglês, português e psicológicos. Eles obtiveram 1.363 votos e ficaram com 20,64%. Natália comenta sobre o assunto: “A língua portuguesa é essencial em qualquer processo seletivo. Muitos estudantes não dão valor e mal sabem ser esse o maior quesito eliminatório”, revela.

Segundo a recrutadora é importante treinar constantemente para se sair bem em tais exames. “A avaliação psicológica é um mais individual, pois avalia o perfil de cada um. Todavia, ter bons conhecimentos da nossa língua e de outras é fundamental. Eu sempre recomendo realizar pequenos textos, evitar abreviar palavras e tomar muito cuidado com as redes sociais, pois lá cada escrita é de um jeito diferente”, comenta.

Fora isso, alguns conselhos são imprescindíveis em qualquer avaliação: “Tome cuidado com a aparência, procure aparecer pelos seus atributos internos, ao invés dos externos. Chegue com antecedência ao local, isso vai ajudar a baixar a ansiedade. Preocupe-se com sua postura e vícios de linguagem e mantenha sempre a calma”, aconselha Natalia.
Se você tem alguma dinâmica agendada e quer arrasar, assista ao vídeo da TV Nube. Vai ajudar a sanar muitas dúvidas e auxiliar na sua trajetória para o sucesso. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubeestagios) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+, Foursquare e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos.

Compartilhe