A língua portuguesa ainda é o grande diferencial para se conquistar a vaga desejada no mercado de trabalho. As empresas prezam pela boa gramática e comunicação, pois seus colaboradores serão o seu cartão de visitas.  Contudo, encontrar um candidato qualificado ainda é um problema para a maioria das corporações e com o Novo Acordo Ortográfico, a tendência é piorar. Por isso, tire todas as suas dúvidas sobre o assunto com o Nube e garanta sua posição de sucesso!

O português representa um grave problema em nosso país. De acordo com pesquisas do IBGE, na população acima de 15 anos, existem 14,2 milhões de analfabetos e 32,1 milhões são analfabetos funcionais. A necessidade de avaliar a escrita dos candidatos em uma entrevista é essencial e por isso, o Nube realiza, um teste ortográfico com 30 palavras de uso cotidiano, mas o resultado não é dos melhores. Em um exame feito com 8.320 estudantes, 48% foram reprovados. Ou seja, erraram mais de seis palavras.

“Se a pessoa não domina nem o seu próprio idioma, dificilmente irá se destacar dentro de uma organização. Também não adianta querer falar inglês ou espanhol, sem ter plena sabedoria sobre seu linguajar”, afirma a Gerente de Treinamento, Carmen Alonso.

Desde 2009, entrou em vigor para a imprensa, instituições de ensino e documentos oficiais, novas regras de nossa ortografia. E em 2013, ou seja, em menos de dois anos, o uso será obrigatório para todos. A situação é preocupante e a dificuldade de adaptação está sendo imensa.

Se existe alguma insegurança quanto à reforma, veja as principais mudanças:

DEVE-SE PARAR DE USAR:

•    O trema: agora se escreve cinq u enta, ling u iça, freq u entar

•    Os Acentos agudos perderam seu sentido em:

- Paroxítonas com “i” e “u”, as quais formam hiato: bai u ca, boi u na, fei u ra;

- Tempos verbais, onde antes do “u” tônico venha g ou q e depois venha i ou e: arg u is, redarg u em, averig u e;

- Ditongos abertos “ei” e “oi” de paroxítonas: id e ia, plat e ia, jib o ia;

•    Também caiu o Acento Circunflexo, nos seguintes casos:

- Desaparece do primeiro o em palavras terminadas em “ oo ”: v o o, enj o o, abenç o o;

- Nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos "crer", "dar", "ler", "ver" e seus derivados: cr e em, d e em, l e em;

•    Alguns verbos e substantivos perderam o Acento Diferencial. São eles:

- "p a ra" (do verbo parar)
- "p e la" (do verbo pelar)
- "p o lo" (substantivo)
- "p e lo" (flexão do verbo pelar),
- "p e ra" (substantivo - fruta)

•    O Hífen não será mais empregado nos seguintes casos:

- Quando o primeiro elemento terminar em vogal e o segundo começar com as consoante s ou r. Nesse caso se deve duplicar essas letras: anti rr eligioso, contra ss enha.

- Quando o prefixo terminar em vogal e o segundo começar com vogal diferente: aut oe scola, extr ae scolar.

EXCEÇÃO: o hífen permanecerá se a primeira palavra for “hiper-“ , “super-“ , “inter-“ e a segunda começar com r, por exemplo: hiper-requintado, super-resistente.

Deve-se levar em conta o fato do Acordo só alterar a forma de grafar algumas palavras, porém, o jeito de falar continua a mesmo. Preocupe-se em aprender e se habituar com tais modificações, pois isso trará muitos benefícios à sua vida profissional. Uma boa oportunidade de ampliar seus conhecimentos, sobre o tema, é o curso oferecido pela Contmatic , entre os dias 28 e 3 de março, com 12 horas-aula. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubeestagios) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook . Agora estamos também no Google+ , Foursquare e no Linkedin . Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead . Todos os serviços para o estudante são gratuitos.

 

Compartilhe