A flexibilização de alguns setores frente ao isolamento físico devido ao novo coronavírus tem impulsionado algumas empresas a buscarem mão de obra, especialmente a de estudantes. O volume de oportunidades, inclusive, está crescendo se comparado com abril, início da pandemia, quando a maior parte das empresas suspendeu as atividades. Nesta semana são 1.560 vagas disponibilizadas pelo Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios), corporação privada de colocação de jovens no mercado de trabalho. Desse total, 55 são para atuação em companhias instaladas no Grande ABC.

As oportunidades são para alunos dos ensinos médio, técnico, tecnólogo e superior, período matutino e noturno. Segundo o Nube, o número de novas vagas cresce diariamente. “Muitas empresas têm buscado, por meio da modalidade de estágio, uma contratação mais ágil e com possibilidade de adaptação desse profissional ao cenário de crise. Ainda estamos longe do ideal, afinal temos uma demanda muito grande de jovens em busca de uma oportunidade. Esperamos que esse cenário mude em breve, já que estamos passando por momento sem precedentes na história do mundo. A dica para quem busca uma vaga é não desanimar e aproveitar o tempo livre e rechear o currículo com cursos on-line”, explicou, por meio de nota, a gerência de empresas da Região Metropolitana de São Paulo do Nube. Devido ao atual cenário, as entrevistas estão sendo feitas de modo remoto.

Entre os cursos solicitados pelas empresas estão administração, comércio exterior, direito, engenharia, farmácia, marketing, publicidade, relações públicas e tecnologia da informação. As bolsas-auxílio variam de R$ 500 a R$ 2.000. Interessados podem se cadastrar gratuitamente no www.nube.com.br.

Compartilhe