Quem está à procura de um bom curso na faculdade sabe que os ganhos adquiridos na futura profissão são um fator de escolha importante. E se você está nesta busca, nós reunimos as melhores opções de cursos considerando os valores a serem recebidos já durante o curso, ou seja, quando você provavelmente será estagiário. Confira aqui quais são as melhores bolsa-auxílio de 2020 antes de escolher o seu curso.

Qual a diferença entre bolsa-auxílio e salário?

Antes de tudo, é preciso entender qual é a diferença entre a bolsa-auxílio e o salário. Primeiramente, saiba que os empregados contratados pela empresa sob o regime da CLT (Consolidação de Leis Trabalhistas) recebem mensalmente um salário pelos serviços prestados.

Já os estagiários não possuem vínculo empregatício com a empresa. Sendo assim, não são regidos pela CLT. A lei do estagio é a responsável por dar as regras na relação entre empregador e estagiário.
Antes de mais nada, o que é bolsa-auxílio?

Em primeiro lugar, vamos entender o que é a tal da bolsa-auxílio. A Lei do Estágio determina que a modalidade de estágio não-obrigatório deve ser remunerada, e o valor recebido se chama bolsa-auxílio. Esses valores ajudam o estudante em despesas escolares, como, por exemplo, material escolar, transporte, mensalidade da faculdade e até mesmo na alimentação.

Entretanto, o valor da bolsa-auxílio deve ser descrito no Termo de Compromisso de Estágio, assinado pelas quatro partes (estudante, escola, empresa e instituição).
Lei do estágio

A Lei do Estágio foi criada em 2008 (nº11788/2008) e institui que o estágio é um ato educativo escolar supervisionado. Isso quer dizer que o estágio não é um trabalho, e sim uma experiência profissional que visa ao desenvolvido do estudante. Na verdade, o estágio prepara o futuro profissional para o ambiente de trabalho que encontrará depois de formado.

Além do estudante e da empresa, o estágio está sob supervisão da escola ou universidade e de uma entidade governamental sem fins lucrativos.

Além disso, o estágio pode ser obrigatório ou não-obrigatório, com ou sem remuneração. O estágio obrigatório não tem bolsa-auxílio, afinal faz parte do grade curricular de curso, ocorrendo apenas em cursos de nível superior e técnico.

Desigualdades entre estagiários

Infelizmente, a desigualdade de gênero vista no mercado de trabalho também ocorre entre os estagiários. Aqui, a quantia para os rapazes é maior do que para as meninas. São R$ 1,022,54 em média, enquanto as moças recebem uma media de R$ 924,83.

Entretanto, ao se observar um curso específico, não há esse tipo de divergência entre as bolsas-auxílio oferecidas. Na região Norte, por exemplo, as estagiárias são mais bem pagas, recebendo em média R$ 797,19, enquanto eles recebem R$ 734,70.

Quando se trata de idade, os jovens adultos se dão melhor. Estagiários de 24 a 29 anos ganham em média R$ 1.117,70, enquanto os jovens de 16 e 18 anos recebem R$ 654,28. Outro fator que interfere sem dúvida é o quanto o estudante está avançado em seu curso.

A maioria das empresas aumentam a bolsa dos estagiários dependendo do período do curso. Isso quer dizer que no primeiro semestre o jovem vai ganhar menos do que nos seguintes semestres. Quanto mais avança, o estudante terá seu salário maior progressivamente, aumentando cada vez mais, conforme avança na formação.

O valor da bolsa-auxilio também varia conforme o local aonde o estagiário reside. Na região Sul, por exemplo, os estagiários recebem mais, uma média de R$ 1.022,35. Enquanto isso, no Centro Oeste, a média é de R$ 1.010,13. Já no Sudeste os estagiários recebem uma media de R$ 969,31. Nos estados do Nordeste e Norte, no entanto, a média é de R$ 908,10 a R$ 760,80, respectivamente.  
Os cursos mais bem-remunerados

A seguir, você confere as listas com os cursos mais bem remunerados, em níveis superior ou técnico.

As pesquisas abaixo foram feitas pelo instituto NUBE (Núcleo Brasileiro de Estágios), uma organização que visa principalmente a ajudar na inserção de estudantes o mercado de trabalho por meio de estágios, que fez uma pesquisa sobre os valores das bolsas-auxílio dos estagiários no Brasil.

O estudo ocorreu de janeiro a dezembro de 2018, com 62.468 participantes de 16 a 71 anos, em todo o país. O levantamento revelou um montante de R$ 1.095,89 para quem está no nível superior, queda de 2,65% em relação ao ano de 2017.

Para os tecnólogos, houve um declínio de 0,83% nos pagamentos, ficando em R$ 1.003,23. Por outro lado, o ensino médio técnico ficou quase estável, com um leve recuo de 0,05%, ficando em R$ 767,90. Entretanto, para quem está no nível médio, temos uma boa notícia: o valor é de R$ 631,10, em média, apresentando crescimento de 1,72%.


Melhores bolsa-auxílio em cursos de ensino superior

1º    Ciências Atuariais                                 R$ 1.703,16
2º    Ciências Econômicas                            R$ 1.613,14
3º    Ciência e  Tecnologia                            R$ 1.522,94
4º    Agronomia                                             R$ 1.469,03
5º    Ciências e Humanidades                      R$ 1.448,67
6º    Engenharia (todas)                               R$ 1.348,43
7º    Relações Internacionais                       R$ 1.319,60
8º    Química                                                R$ 1.277,24
9º    Relações Públicas                                R$ 1.231,22
10º  Marketing                                              R$ 1.224,10


Melhores bolsa-auxílio em cursos de Superior Tecnólogo


1º    Tecnologia em Banco de Dados                            R$ 1.228,51
2º    Tecnologia em Análise e Desenv. Sistemas          R$ 1.150,36
3º    Tecnologia da Construção Civil                             R$ 1.144,06
4º    Tecnologia em Automação Industrial                     R$ 1.132,02
5º    Tecnologia em Comércio Exterior                          R$ 1.111,05
6º    Tecnologia em Secretariado                                  R$ 1.102,81
7º    Tecnologia em Gestão da Qualidade                     R$ 1.100,12
8º    Tecnologia da Informação                                      R$ 1.037,57
9º    Tecnologia em Redes de Computadores               R$ 1.036,48
10º  Tecnologia em Produção Audiovisual                    R$ 1.030,72
         
Melhores bolsa-auxílio em cursos Técnicos   

1º    Técnico em Segurança do Trabalho                  R$ 905,56
2º    Técnico em Automação Industrial                      R$ 897,11
3º    Técnico em Química                                          R$ 873,43
4º    Técnico em Edificações                                     R$ 865,63
5º    Técnico em Mecânica                                        R$ 855,85
6º    Técnico em Eletromecânica                               R$ 836,28
7º    Técnico em Eletroeletrônica                               R$ 835,37
8º    Técnico em Mecatrônica                                    R$ 811,55
9º    Técnico em Eletrotécnica                                   R$ 801,28
10º  Técnico em Logística                                         R$ 790,01

Média de bolsa-auxílio no Ensino Médio: R$ 632,38

Compartilhe