A recomendação para o jovem que ainda não tem experiência profissional e quer preencher o currículo para se destacar em um processo seletivo é investir em qualificação.  "O candidato pode mostrar seu diferencial com sua iniciação científica universitária, estágios obrigatórios da faculdade, cursos e intercâmbios", ressalta Giulia Forte, recrutadora do Nube, portal que funciona como intermediário entre estagiários e empresas interessadas em candidatos.

Compartilhe