Em um país com alto índice de desemprego como o Brasil, muitos têm o sonho de ser dono do próprio negócio e, algumas vezes, essa é a única alternativa. Com a chegada da pandemia em março de 2020, esse cenário se agravou. No entanto, essa solução pode ser algo benéfico para o país. Afinal, com o sucesso dessas novas corporações, são abertas novas vagas de emprego e estágio. Contudo, é necessário estar preparado para iniciar uma jornada no caminho do empreendedorismo.

O empreendedorismo no Brasil

Para o empresário e cofundador da Martello Educação Financeira, Danilo Mendes, o início de um empreendimento não depende apenas de quem está idealizando o projeto. “O segredo para começar é ter coragem, estar preparado e enxergar uma oportunidade no mercado. A maioria das pessoas começa por necessidade e cria uma companhia para ter uma renda principal, muitas vezes com uma visão muito limitada. É preciso entender minimamente do setor e assumir um cenário repleto de incertezas e riscos”, relata.

De acordo com um Boletim do Governo Federal, referente ao primeiro quadrimestre de 2021, o Brasil contava na época com 17 milhões de empresas ativas. Aproximadamente 12 milhões, eram compostas por Empreendedores Individuais e MEIs (microempreendedores individuais). Além disso, os micro e pequenos negócios correspondiam, na época, a mais de 90% do total.

De acordo com o especialista, essa atividade exige algumas habilidades para auxiliar na saúde financeira e diminuir os riscos. “É importante combinar o tempo de planejamento e a execução das ações, ser resiliente e aprender com os erros cometidos, além de ter comprometimento, se tornando um espelho para os colaboradores. Os gestores devem ter uma fome constante por conhecimento e qualificação, afinal isso traz a possibilidade de realizar análises mais precisas e estratégias mais robustas para futuras ações. Um bom relacionamento interpessoal e construção de networking também são valiosos, pois facilita movimentações com parceiros, sócios e potenciais investidores”, pontua.

Estar presente no ambiente digital pode fazer toda a diferença para os resultados nos estágios iniciais. “Seja na construção de marca, geração de conteúdo ou vendas, estar bem posicionado na Internet pode trazer alcance e expor seu empreendimento para diversas pessoas”, indica Mendes. Contar com estagiários nessa etapa é fundamental. Afinal, estão por dentro das tendências e são naturalmente inseridos no mundo virtual.

Mesmo com a vontade de abrir um estabelecimento próprio, definir onde e como atuar nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente quando os recursos são limitados. “Existem várias opções e isso dificulta a tomada de decisão. Para prosperar, é essencial ter um propósito. Para isso, reflita sobre suas paixões e necessidades do público”, aconselha o empresário.

Segundo dados levantados pelo Sebrae em 2019, 67% dos empreendedores são homens. Para o especialista, alguns fatores contribuem para esse cenário desfavorável ao sexo feminino. “Existe o fato deles estarem naturalmente mais dispostos e propensos a assumirem riscos, mas o principal motivo por trás desses números está em crenças sociais históricas. Infelizmente colocaram a mulher em um papel de ‘dona de casa’ durante muitos anos. Os estudos trazem à tona uma realidade alarmante, de preconceito empresarial”, lamenta.

Dicas para novos empreendedores

Os desafios para os novatos nessa função são muitos e diários. O aprendizado é constante e, em um mundo tão dinâmico, ocorrem mudanças e novidades a cada momento. Por isso, a especialista em desenvolvimento humano, Mônica Camargo Tracanella, preparou cinco dicas, para quem está iniciando nessa jornada.

infografico contendo cinco dicas para empreendedores

Conheça e divulgue o seu propósito: de acordo com o conceito do Golden Circle, de Simon Sinek, quando você conhece os motivos pelos quais você faz algo, fica muito mais fácil comunicar e inspirar as pessoas. O produto ou serviço oferecido é apenas a maneira encontrada de materializar o propósito. Essa reflexão pode ser essencial para você alinhar suas entregas à sua causa e engajar mais o seu público-alvo.

Adote uma mentalidade empreendedora: não basta apenas abrir uma organização. “É preciso aprender com os erros, inovar, arriscar, revisitar e adaptar seus planos às transformações, navegar a incerteza e manter-se em uma posição de aprendizagem contínua. Essas são apenas algumas das características importantes para crescer de maneira sustentável. Faça uma análise sobre como andam suas competências e desenhe um plano para o seu crescimento”.

Identifique e gerencie sua marca pessoal: em um mercado cada vez mais competitivo, você precisará se diferenciar. Ter clareza sobre suas forças e a proposta única de valor, te ajudará a se posicionar e passar isso aos consumidores. Dessa forma, você ajuda a evidenciar os motivos de escolherem o seu negócio. Essa atitude constrói autoridade.

Não se esqueça do poder do networking: criar e alimentar uma rede de relacionamentos pode ser fundamental. Você precisa reservar um tempo para promover trocas e fazer novas conexões.

Tenha equilíbrio emocional: pressões, lidar com compradores, sócios, investidores e atingir objetivos são algumas demandas do cotidiano. Por isso, é essencial cuidar de você, mantendo uma rotina de equilíbrio saudável para o corpo e a mente.

Seguir esses conselhos e se programar corretamente antes de se jogar no mercado é crucial para não cometer equívocos, criar dívidas e falir uma ideia interessante e com potencial. Sendo assim, dê um passo de cada vez, pesquise bastante e converse com pessoas experientes nessa jornada.

A falta de planejamento é o maior obstáculo. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, mais de 700 mil empreendimentos fecharam as portas na pandemia e não devem reabrir. Por isso, mantenha os pés no chão e esteja preparado para eventuais imprevistos.

Tenha metas para se fortalecer em novos setores do futuro, encontre uma necessidade da população e elabore uma solução, busque parcerias com universidades. Essas são algumas maneiras de divulgar sua marca e atrair novos clientes e colaboradores. Aplicar tecnologias em seus processos também te ajudam a aumentar a produtividade e ter mais agilidade no dia a dia.

Portanto, se você deseja fortalecer sua equipe e desbancar a concorrência, contrate estagiários e aprendizes para te acompanharem nessa missão. Esses jovens estão com vontade de aprender, dar início na carreira e mostrar o talento para o mundo. Além disso, você pode lapidá-los de acordo com suas preferências para, um dia, eles se tornarem grandes executivos de sucesso na sua instituição!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe