Questões relacionadas a português, interpretação de texto, raciocínio lógico e um segundo idioma são sempre colocadas à prova quando o assunto é processo seletivo. Afinal, existe uma defasagem na educação da juventude a qual é claramente vista nessas situações. Portanto, quem pretende conquistar uma vaga de estágio ou aprendizagem, fique atento!

As dificuldades dos brasileiros em relação à educação

De acordo com estudo da TutorMundi com mais de 18 mil estudantes da plataforma, entre os meses de novembro de 2021 e fevereiro de 2022, 24,3% dos alunos têm dificuldades com interpretação de texto, seguido por desenvolvimento de tese (23,6%) e gramática (19,4%). Ou seja, uma conjuntura preocupante.

Ainda, conforme outro levantamento, este do Nube, o maior motivo dos jovens irem cada vez pior em testes de língua portuguesa é a falta de leitura (69,86%). Além disso, 20,33% apontam o precursor como o alto uso de gírias e abreviações, 5% a participação em redes sociais e 4,59% pelo uso de corretores ortográficos em aplicativos.

Para o CEO e fundador da edtech TutorMundi, Raphael Coelho, há claramente muitos déficits de aprendizagem, principalmente em disciplinas relacionadas à exatas e ao idioma nativo. “Isso acontece porque muitas vezes os acadêmicos não são estimulados pelo sistema educacional a construir raciocínio lógico e transformar o texto em linguagem numérica”, avalia.

Para solucionar este problema, conforme ele, é preciso investir em ações mais efetivas, oferecendo suporte às dificuldades de dúvidas de cada um. “A pandemia mundial acelerou a necessidade das escolas implantarem a personalização. Com a ajuda de ferramentas tecnológicas é possível criar estratégias para atuar diretamente na dificuldade individual. Sem dúvida, esse processo será fundamental para permitir progressos significativos. Só assim conseguiremos quebrar as barreiras e ampliar o acesso ao ensino de qualidade para todos”, complementa.

Além dessas disciplinas com mais dúvidas, a análise da edtech elencou um ranking com as matérias com maiores problemas. Veja:

  • Matemática (39,8%);
  • Português (18,4%);
  • Física (12,6%);
  • Química (9,5%);
  • História (6%);
  • Redação (4,5%);
  • Biologia (3,5%);
  • Geografia (2,8%);
  • Inglês (1,4%);
  • Espanhol (0,9%);
  • Filosofia (0,6%).

As vantagens da segunda língua

Quanto ao domínio de um segundo idioma, muita gente nem imagina, mas o impacto do bilinguismo vai além do acadêmico e profissional. Ele atinge a capacidade cognitiva e até a própria saúde mental de longo prazo. Segundo exame feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, crianças bilíngues têm maiores habilidades para manter o foco em determinada situação, mesmo quando encontram estímulos conflitantes.

Já em outra observação, essa da Universidade George Mason, na Virgínia (EUA), elas apresentam melhor desempenho não só no inglês, mas também em outras disciplinas, em relação a quem sabe apenas o dialeto materno. Para os especialistas, isso seria reflexo de um alto grau de concentração. “O bilinguismo na Maple Bear é apresentado desde 1 ano e meio. Essa é uma idade muito favorável para ser imerso em uma segunda língua, no caso, a inglesa. É possível proporcionar esse aprendizado no momento das brincadeiras, das refeições, das interações com os colegas”, diz a diretora do Ensino Fundamental II da Escola Canadense Maple Bear Goiânia, Sabrina Oliveira.

Sobre as vantagens da aptidão, a dirigente destaca a expansão e ampliação das maestrias. “Quando pequeno, o indivíduo se torna capaz de diferenciar os fonemas e, a partir disso, para o resto da vida, ele terá facilidade em compreender não só outras falas, mas gozará de uma maior flexibilidade mental, raciocínio lógico e matemático, organização e estratégia. É como se o cérebro passasse por melhorias, isso chamamos de sistema executivo”, destaca.

Para a advogada Walquíria Lima, com dois filhos na Maple Bear, outro grande proveito são as oportunidades futuras do mercado laboral. “As portas estão mais abertas para quem é bilíngue, a tendência é essa para o futuro. O mundo globalizado já exige isso dos trabalhadores, então, certamente isso vai ajudar muito a vida ocupacional e a inserção deles no mundo corporativo”, completa.

Conquiste a fluência de forma simples

Pensando nisso, é hora de refletir e tirar o inglês das suas metas, mas colocar para a ação. Sendo assim, confira as dicas da EF English Live:

1 - Comece com a sua playlist favorita: inicie com as suas músicas preferidas Assim como os filmes, é mais fácil entender algo com mais familiaridade, porque já estão gravados no seu cérebro. Selecione os seus artistas e singles prediletos e monte uma playlist para escutar diariamente. Assim, você traz o conhecimento para o dia a dia e treina seu listening.

2 – Aprenda a falar as suas metas em inglês: tomar a decisão de evoluir é melhor ainda quando repetimos onde queremos chegar e conquistar. Então, escreva e mentalize suas aspirações para treinar, tais como:

  • Develop healthier habits (criar hábitos mais saudáveis);
  • Get a raise/get promoted (ganhar um aumento/ser promovido);
  • Become more organized (ser mais organizado);
  • Meet new people (conhecer pessoas novas);
  • Stay in touch with nature (entrar em contato com a natureza).


3 – Mude o idioma dos seus dispositivos: você provavelmente está em contato com o seu celular ou computador constantemente. Que tal usar o tempo navegando nas redes sociais ou fazendo outras tarefas para praticar passivamente? Ao mudar o idioma tanto dos dispositivos, quanto dos aplicativos, você ganha a oportunidade de aumentar o seu vocabulário e se acostumar com a presença dele na rotina.

4 - Coloque o segundo dialeto no lazer: se você vai descansar, aproveite para se conectar com seu interesse! Use o tempo livre para fazer atividades mais leves relacionadas à instrução como quizzes e ver vídeos e séries.

A mudança começa por você! Sobretudo, busque ajuda especializada, cursos e networking. Continue acompanhando nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diários com a participação de grandes especialistas. Assim, você se mantém alinhado às novas necessidades do universo laboral e se destaca. Conte com o Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe