Uma coisa é certa: a pandemia agravou a transformação digital. Com a popularização da Internet e o surgimento das redes sociais, a multiplicidade de oportunidades para estudantes, estagiários, aprendizes e efetivos de divulgarem seus negócios e a si mesmos alcançou níveis globais. Antes, o marketing com resultados efetivos só era visto nas grandes empresas. Agora, qualquer um pode usar a web a seu favor. Quer saber como? Continue nesta matéria! 

Dicas para quem quer usar a Internet para crescer profissionalmente

Em primeira instância, é fundamental destacar o quanto o uso das mídias sociais aumentou durante o isolamento social. Segundo uma pesquisa realizada pela Kantar, a utilização de aplicativos como WhatsApp, Facebook e Instagram cresceu em 40%. Ainda, houve uma intensificação de acessos digitais no Brasil, chegando a marca de 152 milhões de internautas. Ou seja, 81% da população do país, com mais de dez anos de idade, mexem com as ferramentas on-line

Atualmente, os canais de divulgação estão fragmentados e é preciso ter cautela para seguir as referências de cada um. Isso permite aos usuários com poucos seguidores competir, de maneira bem menos desigual, com concorrentes de grande porte. Além disso, o financiamento de campanhas também aproxima os resultados de ambos. 

“Iniciativas com menor escala também conseguem ser efetivas. Até porque, hoje, qualquer um consegue escrever um artigo e postar no blog ou fazer stories no Instagram e, dessa forma, chamar a atenção das pessoas. Antigamente só as empresas de mídia eram capazes”, explica o cofundador da RD Station e autor do livro “Máquina de aquisição de clientes”, André Siqueira.

Todavia, para ser bem-sucedido ao apostar nas vendas e divulgação de seus produtos no ambiente digital, não basta definir os meios para isso, como e-mail marketing ou compra de anúncio. Para Siqueira, é preciso, principalmente, ter uma base forte para o compartilhamento realmente funcionar da melhor forma possível. Dessa forma, a recomendação é se preocupar, em primeiro lugar, com a qualidade da sua mercadoria. 

Outro ponto crucial é conhecer a fundo o seu público alvo, quais suas dores, expectativas e desejos. Uma maneira simples de fazer isso é criar e estudar a persona do seu negócio. Também é importante ter um posicionamento de marca, o ideal é compreender qual o diferencial da companhia e usar isso para alavancar os lucros. Ademais, entender quanto é gasto financeiramente para produzir uma unidade ou entregar um serviço é vital para se manter sempre no verde. 

Consoante a Siqueira, cada instituição deve ter um processo próprio, mesmo se baseando em outros já existentes. “Nem sempre os pontos funcionais para uma corporação é o ideal para outra. Há empresas nas quais nenhuma metodologia se encaixa 100%”, explica. A proposta de criar métodos é entender, priorizar e transformar as possibilidades de um sistema já eficaz. 

Previsões para o setor de marketing 

Segundo Cecília Belele, vice-presidente de Vendas LATAM da Validity, fornecedora líder de soluções de inteligência de e-mail marketing e gestão de CRM, os consumidores estão cada vez mais interessados em formas de contato personalizadas, para trazer valor às suas necessidades. “Por esse motivo, não basta a organização usar um canal poderoso de contato com o cliente, é preciso utilizá-lo de forma estratégica, considerando as inovações”, explica a executiva.

Pensando nisso, ela reuniu algumas tendências para ajudar líderes a utilizar esses veículos de comunicação com mais eficiência. Confira:

1) O uso de e-mails hiper personalizados crescerá

O aumento da concorrência na caixa de entrada impulsionará a busca por e-mails hiper personalizados para alcançarem um forte engajamento e melhor entregabilidade. O uso de Inteligência Artificial (ou IA) continuará a crescer conforme os remetentes usarem propriedades de contato, dados comportamentais e rastreamento ocular preditivo para fornecer experiências.

2) A adoção do BIMI continuará a crescer

Os Indicadores de Marca para Identificação de Mensagens (BIMI), protocolo para exibição de logotipos ao lado de e-mails autenticados, não são novidade. No entanto, agora o Gmail suporta o BIMI e isso se tornou muito mais interessante para as marcas. Durante a pandemia, os volumes globais dessas mensagens aumentaram mais de 50%, a cada ano. 

Assim, os remetentes enfrentam enorme concorrência nas caixas de entrada dos assinantes, além da crescente de fraudes. Neste ano, haverá elevação na utilização do BIMI como forma de reconhecimento do empreendimento, assim como mostrar a legitimidade do conteúdo enviado. 

3) Puro e simples

Embora o conteúdo mais rico e interativo seja uma predisposição fundamental neste ano, em contrapartida também veremos mais uso de texto simples, especialmente porque os programas B2B procuram construir relacionamentos mais autênticos. Dissertação descomplicada e uso generoso de espaço em branco eliminam distrações e permitem a concentração no recado. 

4) Acessibilidade

A simplicidade responde também à necessidade de contribuir para maior acessibilidade. No caso de programas de e-mail, isso significa usar fontes maiores, mais espaço em branco e texto ao vivo (live text), podendo ser lido por assistentes de voz.

O contraste também é muito importante para a visualização e o modo escuro já é uma parte fundamental das produções, provavelmente se tornará um requisito obrigatório. Muitos telefones também oferecem recursos de bem-estar, os quais invertem automaticamente as cores, criando novos desafios para a exibição do logotipo e a consistência da marca.

5) Privacidade global 

Em todo o mundo, a privacidade continuará a ser um tema relevante. Por exemplo, muitos estados dos Estados Unidos da América têm leis de privatividade em andamento, enquanto a legislação existente já está sendo expandida. Aqui, no Brasil, a LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - surgiu para cumprir o papel de resguardar as informações dos usuários. Portanto, é preciso estar atento a essa questão. 

6) Posicionamento ético

Os consumidores não querem apenas saber quais produtos e serviços estão sendo vendidos, eles também almejam entender a representatividade de onde compram. Isso inclui como são adquiridos os seus ingredientes e materiais, as condições seguras em seus escritórios e como reduzem o desperdício e a poluição. Nesse sentido, o ESG (Environmental, social and corporate governance) vem ganhando espaço. 

Por fim, para se manter sempre atualizado das tendências corporativas e do mercado de trabalho, o Nube é seu aliado! Diariamente, compartilhamos dicas e sugestões com opiniões de diversos especialistas, para você exercitar seu conhecimento a partir de ângulos distintos. Não se esqueça: conte sempre conosco para alcançar o sucesso!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe