Segundo dados, as mulheres vêm ocupando cada vez mais cadeiras nas lideranças. Gradativamente, o reconhecimento de estudantes, estagiárias, aprendizes e efetivas aumenta. Com um histórico de lutas recheado de conquistas, elas se tornam referência em seus nichos. Entretanto, ainda há um longo caminho pela frente e as notícias mostram isso a todo instante. Por isso, entender a fundo sobre suas realizações inspira ainda mais a força feminina.  

As métricas corporativas são alarmantes para elas 

Apesar de temas ligados à diversidade e inclusão estarem cada vez mais presentes nas agendas da sociedade e das corporações, ainda há um trajeto considerável em busca dessa equivalência de gênero. Os desafios perante o machismo e a violência também são um problema. 

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em 2021, o Brasil registrou um estupro a cada 10 minutos e um feminicidio a cada 7 horas. O relatório foi elaborado a partir dos boletins de ocorrência das Polícias Civis das 27 unidades da federação. Na dimensão corporativa, o cenário é um pouco diferente e se mostra mais otimista. 

Atualmente, 19,7% dos cargos em conselhos de administração do mundo são ocupados por mulheres, enquanto, na nação, esse índice é apenas de 10,4%, de acordo com a nova edição da pesquisa “Woman in the boardroom”, realizada pela Deloitte. Em relação ao levantamento anterior, foi registrado um aumento de 1,8% no número de cadeiras para elas. 

Consoante à Venus Kennedy, sócia e líder do Delas, programa de diversidade de gênero da Deloitte, “a conscientização vem acontecendo nos últimos anos e levou a ações mais concretas dos governos e da iniciativa privada para vermos a participação feminina aumentar nos cargos de liderança. O aumento de 8,6% para 10,4% é encorajador e um lembrete sobre o quanto o foco e esforço podem ter resultados tangíveis”, ressalta. 

Todavia, as métricas mostram um cenário de obstáculos. “Por isso, precisamos continuar a nos concentrar não apenas no resultado de uma maior diversidade de gênero nos conselhos, mas na variedade de fatores para afetar esse resultado, como os aspectos estruturais e culturais das organizações e sociedades. As empresas precisam abordar este importante tema com uma lente mais ampla para ter o impacto desejado a curto e longo prazos”, destaca Venus. 

Ainda conforme os dados, do total de 165 instituições pesquisadas no país, há 115 mulheres nas assembleias. Apenas 4,4% delas ocupam a presidência. Em 2016, esse número era muito menor, chegando a 1,5%. A pesquisa ainda revela: 1,2% delas estão em cargos de CEO. Entre os executivos financeiros (CFO’s), elas são 7,3%. Em geral, os cinco setores da economia com a maior participação são tecnologia, mídia e telecomunicações (14,7%); bens de consumo (11,5%); energia (11%); manufatura (10,1%) e serviços financeiros (9,8%).

Aumenta o número de empreendedoras e elas se tornam foco! 

“As mulheres têm conquistado, de maneira exponencial o espaço no mercado de trabalho, seja como donas do próprio negócio ou intraempreendedoras, incluindo as posições estratégicas e de liderança”, comenta Michele Mafissoni Heemann, vice-presidente de Pessoas, Cultura e Gestão na Contabilizei. As perspectivas são positivas e a ideia é gradativamente alcançar circunstâncias iguais aos homens. 

De acordo com estudo da Contabilizei, nos últimos dois anos, a participação feminina em aberturas de CNPJ na área de direito cresceu em 12,6%. Quanto à medicina e outros setores de saúde, elevou em 8,3%. Para a área de design, aumentou em 3,8%. Para a advogada Ellen Damaso, elas devem apostar sem medo. 

“Hoje há muita informação disponível para ajudar as empreendedoras em sua jornada. Eu atuo de forma autônoma desde 2004, e com CNPJ desde 2018 e o meu rendimento elevou 298% após abertura da pessoa jurídica”, conta. Com planejamento e metas bem definidas, todas podem crescer e alcançar o sucesso esperado, principalmente, ao se apoiarem. 

Por fim, o Nube não poderia deixar de evidenciar a força feminina, cada vez mais ativa no mundo empresarial. Inclusive, nossa gestão é majoritariamente composta por elas. Por isso, evidenciar suas conquistas deve ser algo diário, a fim de mostrar o quanto são fundamentais e fazem a diferença por onde passam. Continue acompanhando nosso blog e redes sociais para ter contato com a opinião de inúmeras especialistas. Lembre-se: conte sempre conosco!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe