Muitas pessoas têm o sonho de abrir seu próprio negócio. Nos últimos meses, por conta da pandemia, isso se intensificou. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae, 50 milhões de brasileiros pretendem seguir esse caminho nos próximos três anos. Essa taxa era de 30% em 2019 e passou para 53% em 2020.

Características do empreendedor

Segundo o empresário José Paulo Pereira Silva, a atividade exige atributos fundamentais. No cotidiano, são cruciais para a conquista de resultados. “Agir com proatividade, expandir negócios e aproveitar oportunidades. Deve-se analisar o presente tendo o futuro como perspectiva”. Ou seja, é necessário iniciativa.

A persistência é fundamental também. Os erros cometidos precisam ser vistos como aprendizados, assim como as dificuldades enfrentadas no caminho. Quem quer administrar um negócio deve ser firme, ajustar ou mudar os planos para superar as adversidades. Desistir não é uma opção.

Esses guerreiros devem estar dispostos a correr riscos. Mesmo sendo promissora, a empresa não é garantia de sucesso e, no meio da jornada, pode ser necessário mudar de rota. “Trabalhe para criar alternativas. Assim, mesmo diante de uma situação não esperada, você terá os instrumentos para contorná-la”, comenta Silva.

É essencial entender a necessidade de melhorar o serviço e os produtos continuamente para satisfazer e exceder as expectativas dos clientes. Para isso, deve-se criar procedimentos para cumprir prazos e padrões de qualidade. Em um universo tão competitivo e diversas opções em cada segmento, atendimento e qualidade são diferenciais importantes.

É necessário sempre se atualizar e buscar conhecimento. Estar por dentro das tendências do mercado e dos desejos dos consumidores. Sempre ficar de olho nas formas de aprender. Normalmente, no Brasil, os estabelecimentos fazem sucesso na junção de algo já existente no exterior com a criatividade do nosso país. Por isso, ver as novidades pelo mundo é uma dica interessante.

“Estabeleça metas, tenha visão a longo prazo e crie objetivos mensuráveis. Isso facilita o monitoramento dos resultados a qualquer momento. É vital ter um planejamento estratégico para a corporação. Não basta deixar apenas no papel. É preciso executar e acompanhar o processo sendo feito”, complementa o executivo.

Livros para empreendedores

Existem várias técnicas para ter êxito nessa profissão. Nesse sentido, a experiência é essencial e, por isso, é bom ver histórias bem-sucedidas e escutar quem já esteve em seu lugar. Sendo assim, conheça alguns livros para ajudar iniciantes.

O Estilo Startup - Eric Ries:

O autor cunhou o termo “lean startup” e a metodologia: faça por menos, teste sempre, falhe rápido. O seu segundo livro mostra a sua saga ao aplicar os conceitos de gestão de forte crescimento e agilidade para grandes instituições. “Ao ler essa obra, você compreenderá o desafio de mudança de cultura e comportamento para tal atuação, bem como boas dicas para os primeiros passos”, conta o especialista em iniciativas empreendedoras do Grupo FCamara, João Gabriel Chebante.

Do sonho à realização em 4 passos - Steve Blank:

Steve foi o professor de Eric Ries em Stanford e após anos de análise e investimento, elaborou um método de desenvolvimento e validação de novos negócios - o Customer Development.

Fora da Curva - Pierre Moreau, Florian Bartunek e Giuliana Napolitano:

Ajuda a entender a forma de pensar e a trajetória dos principais empreendedores do segmento de startups no país. Com esse propósito, a terceira edição da série “Fora da Curva”, criada pela Casa do Saber, se debruçou, entrevistando alguns dos “unicórnios” de maior renome no país.

Você é o que você faz - Ben Horowitz:

O livro de um dos capitalistas de risco mais bem-sucedidos dos Estados Unidos reporta histórias não convencionais, mas com muitas referências para desenvolver uma cultura consistente e suportar ambientes de forte crescimento e competição.

Blitzscalling - Reid Hoffman:

Tudo em um negócio gira em torno do crescimento. Conseguir isso com menos gastos chama a atenção de investidores para se aproximarem e gerar sinergias. “Entre tantas obras sobre as melhores práticas, o livro do fundador do Linkedin consolida algumas delas para repensar a formas de evoluir sua companhia”, explica Chebante.

Finanças para Startups - Bruna Louzada:

Analisar financeiramente uma startup tem boas diferenças em relação a uma entidade tradicional. Mesmo os princípios sendo os mesmos, envolve outra abordagem.

Portanto, caso tenha esse sonho, realize a leitura dessas produções e busque não cometer os erros mais comuns. Se você já está nesse mundo e busca estagiários para fortalecer o seu time, entre em contato com o Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe