Para alcançar o sucesso, toda corporação precisa de um bom gestor, com competências bem desenvolvidas. Contudo, se tornar um líder de excelência pode ser complicado na prática, pois requer atenção a diversos aspectos. Afinal, seu desempenho está ligado diretamente aos resultados alcançados dentro da empresa, dado à responsabilidade desse profissional de conduzir e influenciar a equipe. 

De acordo com estudos da Gallup, o líder possui influência de até 70% no engajamento de seus colaboradores com o negócio. Entretanto, como desenvolver esse papel de modo a alcançar todas as metas? Como incentivar o progresso do empreendimento e dos funcionários, sendo parte da chefia? 

Como ser um bom líder?

Quando questionado sobre as competências nas quais um coordenador assertivo deve ter, Marcos Scaldelai, empresário e autor do livro “Líder Pronto Para Tudo”, pela editora Gente, ressalta: “ele precisa ter atitudes para vencer qualquer turbulência”. Já para Alexandre Matias, técnico de manutenção em uma transportadora, “um bom gestor precisa conhecer todos os processos, ter voz presente e manter o respeito com sua equipe”. De acordo com uma pesquisa do Nube, para 67,73% das pessoas esse posto é alcançado se ele souber motivar seu time.

Entretanto, o especialista elencou alguns pontos principais: 

  • Foco na solução: 

Conforme Scaldelai, “resolva primeiro para depois corrigir erros”. Conflitos são comuns em um ambiente de trabalho, onde os profissionais estão constantemente solucionando questões e muitas delas diretamente ligadas ao consumidor. Tendo isso em vista, os processos são passíveis de falhas e para lidar com isso, o escritor afirma: “sem movimentos de ‘caça às bruxas', o cliente precisa ter atenção de imediato”. 

  • Fome de produtividade:

O coordenador é o elo entre o planejamento e a ação. É imprescindível saber elaborar boas estratégias, condizentes com a realidade da companhia. Sua performance vai ao encontro das boas métricas, logo, é necessário encarar o ato de planejar como algo contínuo e responsável. 

Consoante ao expert, “quem não mede, não gerencia. É importante fazer gestão com base em indicadores”. Ou seja, isso encaminha para outro apontamento: é essencial documentar para conseguir mensurar os resultados e ser fácil localizar possíveis impasses. 

  • Humanizar o feedback

“Desenvolver o time tanto profissional quanto pessoal”, segundo Scaldelai, é uma circunstância relevante. Todo especialista necessita de alguém para motivar, encorajar e estimular na busca de conquistas. Por isso, quem atua nesse papel precisa ter a capacidade de pontuar onde o staff e ele podem melhorar. Nesse momento, o feedback é de extrema relevância, de modo a “engajar entendendo os anseios de todos”, complementa o autor.

Esse canal de diálogo estabelece uma ferramenta com potencial de aprendizado e aprimoramento do trabalho individual e conjunto. Por meio dele, os cooperadores conseguirão expressar suas questões e se sentirão ouvidos, a partir do momento no qual suas reivindicações passarem a valer. Assim, você poderá ter um parâmetro de como anda sua liderança. 

Dessa forma, é preciso investir em uma cultura interna, na qual o retorno é recebido, não imposto. Com o intuito de não se tornar um peso para o grupo, mas sim uma ferramenta multiplicadora de boas consequências. Além disso, é significativo demonstrar um acompanhamento periódico do desenvolvimento do contribuinte, de modo a comprovar interesse em sua evolução. 

Essa orientação tem o objetivo de construir uma relação mútua de confiança e apoio, a fim de promover mudanças positivas e o crescimento como um todo. Pensando nisso, o Nube preparou um curso gratuito, a arte do feedback: passo a passo. São quatro módulos e você tem à disposição várias simulações de casos práticos abordando o lado positivo e negativo, assim como, possui um teste e materiais didáticos para complementar o aprendizado.

Por fim, Scaldelai afirma: “não precisa saber tudo”, mas é importante ter conhecimento relativo de todos os procedimentos da operação, de modo a desenvolver um time altamente capacitado. “Por isso, seja exemplo de encarar situações, tenha persistência, haja como um parceiro, pois isso o torna um espelho para os demais”.

Gostou do conteúdo e quer desenvolver cada vez mais suas habilidades de maestria? Acompanhe nosso blog, onde postados dicas exclusivas para gestores, e também conheça outras opções de cursos do Nube, clicando aqui.

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe