Uma grande parte da população brasileira tem o perfil empreendedor. Outros tentam abrir o próprio negócio, pois é a única opção em um país com número alto de desempregados. No entanto, isso é o suficiente? Existem alguns requisitos para ter sucesso e alguns erros para serem evitados.

As empresas no Brasil

De acordo com a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, uma a cada cinco instituições declarou falência em menos de um ano em operação. Ainda, de acordo com o levantamento, mais de 70% dos empreendimentos fecharam as portas com menos de dez anos de atividade.

Contudo, para o CEO do grupo Ideal Trends, José Paulo Pereira Silva, isso não pode influenciar quem pretende seguir esse caminho. “Esses dados desanimadores não precisam ser a realidade de todos com o sonho do empreendedorismo. Para isso, empresários iniciantes devem evitar equívocos comuns. Eles podem representar a falência do negócio”.
Na sequência, Silva cita e explica as principais falhas nessa área.

- Não ter um plano de negócio:
Muitos acreditam em um novo projeto, reservam capital para investir, mas não programam todas as etapas. O planejamento é a chave de qualquer companhia. Por meio dele, você conseguirá identificar todos os aspectos do negócio e poderá fazer ajustes conforme as mudanças de cenário.

- Não buscar capacitação:
Não existe um curso superior para essa formação, mas o empresário precisa se capacitar e estudar diversos temas. Você deve aprender finanças, contabilidade, gestão de pessoas, comportamentos, liderança e muito mais. Assim, terá conhecimento sobre todas as esferas do seu trabalho.

- Ser desorganizado nas finanças:
Toda corporação começa com um orçamento. A boa gestão monetária preza pela elaboração de um fluxo de caixa e pelo registro de cada valor. Quando esse processo não acontece, a saúde financeira da companhia é comprometida. Um bom empreendedor não pode descuidar desse aspecto essencial para a longevidade.

- Não estabelecer metas:
Sem elas, corre o risco de perder o ritmo e você ficará sem saber como agir para driblar as dificuldades. Defina quais são as metas operacionais para alcançar o objetivo final. Para isso, avalie os dados disponíveis sobre os perfis dos clientes e as transações do seu estabelecimento.

- Desconsiderar os concorrentes:
Analisar a concorrência, de forma objetiva e sem arrogância, é muito importante. Avalie os posicionamentos, estratégias, respostas dos consumidores, políticas de preços, etc.

- Misturar as contas pessoais com as do negócio:
A visão de dono pode dar a falsa impressão de poder usar o dinheiro corporativo onde você desejar, mas isso não é prudente. A utilização desses valores para o pagamento de contas pessoais deve ser evitada a todo custo.

- Não divulgar o negócio corretamente:
Embora alguns produtos ou serviços sejam de extrema utilidade, a divulgação é uma forma de apresentar e fortalecer a marca. Pense em estratégias de marketing e tenha uma equipe comercial engajada.

O especialista ainda aponta uma qualidade fundamental para o sucesso. “É preciso ter muita dedicação, garra e vontade. É a renúncia por uma paixão. São horas valiosas, quando você poderia estar com a sua família, passeando, se divertindo, mas estará debruçado sobre um plano de negócios, uma estratégia e fazendo reuniões para as coisas avançarem”.

Qual a relevância da sua empresa?

Caso você fracassasse na tentativa de empreender, os consumidores notariam o fim? Sentiriam a sua falta? Diariamente, diversos lugares fecham as portas e, em muitos deles, ninguém percebe. Isso se deve a vários fatores, como a falta de utilidade daquele serviço ou a não construção de uma marca forte.

A criadora da Sóbrancelhas, Luzia Costa, comenta: “somente quem tem noção da sua responsabilidade com o próximo, faz a diferença. Para isso, precisa ter clareza do seu propósito. Por conta desse motivo, 3/4 das instituições no país poderiam encerrar suas atividades e ninguém notaria”.

Portanto, se você deseja seguir esse caminho, preste atenção, estude e não cometa essas falhas. Dessa forma, você poderá brilhar e ter êxito. Boa sorte!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe