Com os avanços do número de vacinados no Brasil, a retomada ao trabalho presencial vem se consolidando. Algumas empresas adotaram o sistema híbrido, outras estão ainda em processo de adaptação e algumas vão permanecer em sistema remoto, adotando o home office definitivo. 

Uma pesquisa recente realizada pela Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, revelou como 70% dos entrevistados pensam no retorno à rotina antiga, de idas aos escritórios, como “difícil” e “estranho”. Atenta às dificuldades enfrentadas pelos jovens nas primeiras oportunidades profissionais, como no estágio ou aprendizagem, Wandreza Bayona, diretora executiva do Instituto Ser +, especialista em capacitação profissional da juventude em vulnerabilidade social, traz algumas dicas.

 

 

  1. Lide com as suas inseguranças

Segundo Wandreza, é natural os recém-contratados enfrentarem dificuldades na vivência inicial no mundo corporativo, especialmente na transição do estilo a distância para o presencial. “É normal se sentir inseguro. Por isso, é fundamental reconhecer e não menosprezar essa sensação. Temer o novo é parte do processo inicial, estagnar no medo não deve acontecer”, explica.

A especialista diz ser imprescindível identificar a raiz da insegurança. Para isso, faça vários questionamentos para os possíveis “medos”, como “minha insegurança é em relação ao ambiente de trabalho não ser acolhedor?”. Responda, com pelo menos dois exemplos para cada um. Esse mecanismo coloca o indivíduo na posição de quem orienta e não de quem precisa de ajuda. Quando olhamos o cenário por um ângulo diferente, encontramos as respostas ou meios de solucionar os eventuais problemas. Portanto, dê conselhos a si mesmo. 

  1. Crie disciplina de horários

O teletrabalho dá mais liberdade à agenda. Afinal, o deslocamento para ir e voltar do escritório e todos os fatores externos como trânsito, atrasos de transporte público, não são levados em consideração. Para a retomada presencial, calcule o trajeto da sua residência à empresa e aplique um tempo a mais para possíveis imprevistos. Chegar antes do seu horário não faz mal e vai permitir acalmar a mente, respirar, tomar uma água e estar tranquilo para iniciar um novo dia .

A adequação vai além da hora certa de sair de casa. O cansaço promovido no traslado de é algo novo na sua rotina e precisa ser valorizado. Por isso, analise erros e acertos e reajuste o necessário para ter momentos de descanso e lazer necessários para sua saúde física e emocional. Afinal, precisamos prezar pelo equilíbrio.

  1. Ouça e observe

Para a diretora, o sábio é quem se coloca na posição de ouvinte. Observar o ambiente e o fluxo de como a rotina é estabelecida nesse novo cenário vai te ajudar a compreender a dinâmica da equipe. A especialista alerta como, dessa forma, é possível compreender melhor o jeito de cada colega, além de entender os limites dos profissionais e construir uma sadia convivência com todos.

  1. Expresse sua opinião

Cada pessoa tem um jeito de ser, alguns são mais tímidos e outros têm a habilidade de comunicação mais desenvolvida. Contudo, em um ambiente bem estruturado, é necessário um time capaz de se completar. Bons recrutadores escolhem a dedo um novo talento, pensando no grupo ao qual ele irá ingressar. As experiências de vida, a forma como ele pensa e age, se somam às habilidades pertinentes à vaga e contribuem para o crescimento de todos.

A especialista alerta: “mesmo sendo seu primeiro emprego, você foi contratado porque enxergaram em você qualidades responsáveis por agregar à companhia. Não se acanhe em dar sua opinião ou ponto de vista, pois isso vai promover reflexão e ajudar nas tomadas de decisões e estratégias”.

  1. Postura

O modelo remoto era a possibilidade de exercer atividades nas quatro paredes do lar. Com isso, é comum todos estarem confortáveis. Desde a vestimenta à forma como nos portamos para nos comunicarmos. No presencial, isso muda. Você não está em casa e com isso é preciso compreender como algumas condutas precisam ser ajustadas.

Use roupas apropriadas ao seu ambiente de trabalho. Caso não haja uniforme, pergunte ao seu gestor qual é o traje comum entre os colaboradores: social, esporte fino ou casual. Não há necessidade de mudar seu estilo, mas adaptá-lo ao contexto!

Outro ponto importante é a forma como você vai se comunicar com os companheiros. Manter o tom de voz moderado é um bom começo, evite gírias e aproveite esse momento presencial para se familiarizar com os termos coloquiais de cada área de atuação. Leonardo Neves, estagiário de contabilidade, está atento quanto a isso. 

Hoje, o universitário atua em uma realidade híbrida. “Vou dois dias da semana até o endereço da organização e, nos outros, fico a distância”, conta. Nesse “novo normal”, ele tenta ter mais cuidado com o diálogo para garantir a transmissão correta das informações. “Nós precisamos entender e ser compreendidos também e, para isso, requer  esforço mútuo”, completa. 

O desafio: home office híbrido e flex

 

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe