De acordo com pesquisa encomendada pelo Itaú Educação e Trabalho e pela Fundação Roberto Marinho, realizada pelo Plano CDE, a maioria dos jovens não sabem do ensino técnico, mas considerariam cursar a modalidade se tivessem conhecimento e acesso. Continue lendo e entenda melhor sobre o assunto!

O cenário

Assim, a maioria (77%) disse ter baixo ou nenhum entendimento sobre o nível técnico mas, ao mesmo tempo, 69% revelam alta ou muito alta a possibilidade de cursá-lo caso tivessem a oportunidade de conciliar com a instrução regular. Além disso, 93% concordam sobre a possibilidade de ter a etapa de profissionalização nas escolas básicas para todos os interessados.

Os dados corroboram com um importante momento no país: a implementação até 2022 do ensino médio flexibilizado. Esse considera cinco itinerários, entre eles o quinto, dedicado à educação profissional e tecnológica (EPT). “Apesar da introdução da EPT como uma das fases de formação e de tornar a etapa básica mais atrativa aos jovens, ainda há muito desconhecimento por parte deles sobre os cursos. Por isso, esse novo projeto tem grande potencial de transformação e é um vetor de desenvolvimento tanto para a juventude, quanto para o país”, diz a superintendente do Itaú Educação e Trabalho, Ana Inoue.

Para o secretário geral da Fundação Roberto Marinho, Wilson Risolia, esse levantamento é de extrema importância, porque destaca a relação entre escola e trabalho. “Nesse contexto, a análise enfatiza o potencial do nível médio na formação dos indivíduos e a preferência manifestada por eles pela qualificação para o trabalho, enquanto estudam. Isso reforça a relevância da Lei da Aprendizagem, a qual mantém o jovem na escola e ao mesmo tempo oferece a oportunidade do primeiro emprego, com todas as garantias”, expõe.

Na prática!

Os acadêmicos também demonstraram importância em ingressar no mundo corporativo cedo, por meio do estágio ou da Aprendizagem. Para 83% deles, o técnico poderia ajudar a conseguir uma vaga e 98% acham importante a escola capacitá-los para o universo laboral. Ainda, para 56% esse ensinamento facilitaria a entrada na faculdade.

Apesar da baixa compreensão sobre o lado ocupacional, os alunos têm atitudes positivas em relação a isso. É visto como de boa qualidade e opção de preparação tanto para o vestibular quanto para o trabalho. Entretanto, o acesso é ponto de atenção, modalidade é vista como concorrida, difícil e com baixa oferta de escolas.

Pensando nisso, listamos algumas dicas para ajudar na conquista de uma vaga, seja a primeira oportunidade ou não. Veja:

Faça uma pesquisa prévia sobre a empresa e o cargo desejado - com o nome da organização aspirada em mãos, acesse o site, suas redes sociais e principalmente a página no LinkedIn. Essas mídias costumam divulgar as posições abertas e contatos.

Atente-se ao currículo (CV) - ao montar o documento de apresentação, quem não tem prática profissional pode pegar outros caminhos como destacar mais informações relevantes da trajetória acadêmica - formações, habilidades e experiências extracurriculares. Além disso, um diferencial é descrever as competências adquiridas ao longo dessas vivências e até de voluntariados.

Estude para aprimorar seus conhecimentos - nesse sentido, o Nube possui alguns EADs gratuitos com direito a horas complementares. Os temas podem auxiliar na administração do tempo, na criação do CV, comportamento em processos seletivos e até no desenvolvimento da oratória em público.

Cadastre-se no Nube - o Núcleo Brasileiro de Estágios é uma das maiores corporações privadas de colocação de jovens no mundo laboral. É possível se cadastrar no site para receber no e-mail as oportunidades compatíveis com o perfil.

Por fim, saber se adaptar às situações desfavoráveis e casuais e reverter isso em resultados positivos dentro das possibilidades é determinante. Não desista! Acompanhe nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diariamente e temos opiniões de diferentes especialistas. Dessa forma, você se destaca no universo corporativo. Conte com o Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe