A adolescência é um dos períodos mais complexos da existência de uma pessoa. Essa fase inicia nos 10 anos e segue até os 19. São longos anos de intensas mudanças físicas, psicológicas e comportamentais, marcadas pela dificuldade de se posicionar. Afinal, o adolescente ainda não é adulto, mas também já deixou de ser criança. Como lidar com isso?

Momento delicado na vida

Esse período pode ser muito delicado, principalmente referente à saúde mental. Quando atingimos certa idade, começamos a desejar uma maior autonomia cedida pelos pais. Seja com estágio, emprego ou com a falta deles, nos deparamos com uma “introdução” da vida adulta, por isso, lidar com todas as responsabilidades pode ser difícil.

Segundo a coach e gestora de carreiras, Madalena Feliciano, nesses anos, somos expostos a diversos fatores capazes de desencadear impasses no bem estar da mente. “A indução de más companhias às drogas, os conflitos familiares, problemas de relacionamentos, os padrões de beleza e de comportamento… tudo isso, junto com as pressões sociais, traz à juventude a chance de desenvolver problemas psicológicos”.

Dados preocupantes

Tendo isso em vista, cuidar da saúde se tornou não mais um mero fator a ser considerado, mas uma necessidade. Segundo a Organização Pan Americana de Saúde, o suicídio é classificado a terceira causa mais comum de morte entre quem tem entre 15 a 19 anos. Esse dado mostra como esse assunto é urgente e extremamente necessário.

Precisa de ajuda? Disque 188 - Centro de Valorização da Vida, disponível 24h. Também há disponível um chat. Para conferir os horários de atendimento, acesse: www.cvv.org.br.

Para os pais, Madalena explica como identificar cedo os sintomas de transtornos é muito importante para conseguir uma boa eficácia no tratamento. “Entre os sintomas mais comuns estão a queda brusca do desempenho escolar, ansiedade, insônia, agressividade sem causa aparente e tristeza constante ou humor deprimido”.

A pandemia como fator agravante

A pandemia, nesse sentido, pode ser um fator agravante. Quem aponta isso é o doutor Richard Graham, psiquiatra consultor, diretor clínico da Good Thinking e membro do conselho de segurança da Yubo (rede social com uma proposta mais saudável nas interações digitais). “Tem havido uma grande interrupção nas rotinas diárias. Muitas das âncoras as quais apoiam os jovens, como escola, amigos e exercícios, foram removidas e isso criou uma grande incerteza”, comenta.

Além dos problemas inerentes à fase, a juventude do século XXI já nasceu com o celular na mão e com os olhos vidrados na televisão. Esse desenfreado uso da Internet e alta exposição nas mídias pode causar complicações seríssimas, as quais desencadeiam, por exemplo, a depressão.

O que fazer?

Ainda vale ressaltar como, segundo o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, um a cada três adolescentes entre 13 e 18 anos passarão por uma crise de ansiedade ao menos uma vez. Para Madalena, “a prevenção e o cuidado são muito importantes. Por serem mais sensíveis a questões emocionais e da psique, os mais novos adquirem vulnerabilidade as quais, se não tratadas, podem ser presentes em toda a sua trajetória”.

Pela constante presença das redes na realidade dos adolescentes, grandes expectativas de crescimento são lançadas. Aos familiares, cabe um intenso cuidado e atenção nas atitudes e modos de comportamento de cada filho, principalmente nesse momento. Caso ele apresente esses aqui citados, é imprescindível o tratamento com um profissional capacitado”, destaca.

A coach ainda destaca como cuidar das novas gerações é zelar pelo futuro. “A saúde mental deles não é ‘frescura’, é uma preocupação crucial para uma existência saudável e para ter uma boa qualidade de vida”, finaliza.

Já ouviu falar no Projeto Você Importa? É uma entidade de suporte a quem enfrenta problemas de ordem psicológica. Acesse aqui e veja as sugestões de locais onde há atendimento psicoterapêutico sem custos em todo o país.

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe