Não importa sua área de atuação, lidar com pessoas requer experiência, estudos, responsabilidade e muita abertura. Porém, metodologias capazes de ajudar nesse sentido são desconhecidas por muita gente. Os ecossistemas encontrados pelas principais consultorias para auxiliar as empresas vêm se transformando constantemente e miram especialmente em humanizar governanças.

Trata-se de buscar uma liderança confiável e responsável, para estimular iniciativas como o compromisso de aumentar o número de mulheres e negros nas empresa, por exemplo. Contar com reconhecimento institucional em pleno século 21 em prol de uma sociedade mais justa é o desejo de muitas companhias hoje, como um selo. No entanto, essa procura por coerência vai muito além disso.

Pensando em todos estes desafios, a Tribo Global, consultoria especializada em humanizar culturas, integrando propósito e resultados, selecionou cinco dicas sobre liderança humanizada no ambiente de trabalho:

1 - Segurança psicológica

Em uma pesquisa para descobrir qual era o segredo das equipes mais produtivas, o Google percebeu como a segurança psicológica era a característica mais marcante dos grupos altamente engajados. Então, para a inovação e os resultados duradouros acontecerem, aliados ao bem-estar, é essencial proporcionar um ambiente saudável para seus colaboradores.

2 - Vulnerabilidade como aliada

Nesse mesmo levantamento também perceberam como a capacidade de se arriscar e se colocar em posição de vulnerabilidade frente aos outros impactava mais nos resultados em relação à experiência profissional e formação acadêmica do indivíduo.

3 - Visualizar erros como chances de aprendizado

O erro é parte da natureza humana. Podemos observar em vários pontos de nossa história como foram necessários muitos deslizes até uma grande ideia ser concebida, então, que tal abrir mão da perfeição e dar mais espaço para o aprendizado? Assim, é possível adotar a “mentalidade de crescimento”, conceito da pesquisadora e professora de Stanford, Carol Dweck.

A estagiária de TI, Amanda Nascimento, de Campinas, comenta como essa visão pode auxiliar no seu desenvolvimento profissional. “Ainda mais no estágio, a gente está lá para aprender, então quando não entendo algo, é sempre legal estar em um ambiente compreensivo”, conta.

4 - Cultura de experimentos

Está inseguro para fazer uma transformação muito grande, uma inovação muito arriscada? Que tal começar por pequenos experimentos em grupos de controle? A cultura se transforma a partir de intervenções assertivas responsáveis por nos colocar no caminho de evoluí-la.

5 - Processos, princípios e práticas

Para a cultura humanizada se sustentar, é vital ter processos, princípios e práticas capazes de incentivar e sustentar as quatro dicas anteriores, afinal ideias novas precisam de espaços férteis para germinarem.

Outro ponto de suma importância é a necessidade de estimular a sensação de pertencimento no quadro de talentos. Afinal, essa é a conexão gerada quando as pessoas são levadas a participarem de um todo. A habilidade de gerar isso tem forte significado na mão de grandes influenciadores.

Para quem está nessa posição de gestão, de acordo com Celso Braga, sócio-diretor do Grupo Bridge, é preciso saber como criar as conexões entre todos e estimular suas potencialidades. “Assim, estão construindo um campo de influência maior para levar todos em direção aos objetivos comuns”, explica.

No mundo prático, o especialista listou três ações para adotar no dia a dia:

1 – Escute as pessoas antes de tomar uma decisão;
2 – Entenda as motivações intrínsecas de cada indivíduo e se importe com isto;
3 – Crie conexões entre os times ao facilitar a compreensão de como podem se complementar.

Não existe uma fórmula, mas pode-se combinar algumas dessas orientações ou ainda customizar de acordo com a necessidade da sua empresa. O essencial é garantir além de intenção, a tradução em ações concretas e estruturais responsáveis por reforçar a mensagem para priorizar relações humanizadas.

Como ser um gestor do futuro?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe