A pandemia acelerou as transformações do mundo corporativo. Diante disso, o relatório do Futuro do Trabalho, feito pelo Fórum Econômico Mundial, apontou algumas competências necessárias para os profissionais acompanharem as mudanças e as novas demandas. 

Relatório

No topo das 15 habilidades essenciais para o porvir estão o pensamento analítico e a inovação. Além disso, o documento destaca: o potencial de crescimento da adoção de novas tecnologias é dificultado pela escassez de know-how e pela incapacidade para atrair o talento certo.

De acordo com o levantamento, a procura por qualificação de quem está desempregado se direciona mais às práticas digitais como: análise de dados, ciência da computação e tecnologia da informação. Enquanto os empregados focam mais em maestrias comportamentais.

Requalificação

A palavra chave desse momento é a tão discutida requalificação. Afinal, a partir desse passo se consegue projetar um futuro com mais sentido, levando em consideração as alterações nas competências exigidas pelo mercado nos próximos cinco anos. Além disso, em 2025, o tempo gasto em tarefas atuais no labor por humanos e máquinas será igual.

O relatório ainda aponta como tendência o aprendizado híbrido, o qual mistura a oferta de treinamento por parte das organizações com outros conhecimentos particulares de cada indivíduo. “O desafio das empresas em requalificar e dos profissionais em se qualificar ainda estará bastante presente em 2021. Vale mencionar: durante o ano de 2020, emergiram as destrezas de autogestão, como aprendizagem, resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade, e isto reforça descobertas anteriores sobre a importância do bem-estar para gerenciar e trabalhar remotamente”, comenta Rebeca Toyama, especialista em estratégia de carreira.

Como se diferenciar?

As aptidões relevantes tem a ver com a capacidade de fazer o uso produtivo do saber adquirido. Assim, as competências do futuro são os diversos conhecimentos e formas de lidar com inúmeros obstáculos implementados na vida corporativa, e até pessoal. Como por exemplo, o cenário da pandemia de Covid-19 gerou muitos desafios, e demandou de todos uma dose elevada de análise e inovação, portanto, de forma muito intensa a capacidade de pensamento analítico e inovação foi demandada.

Segundo a especialista, para ser capaz de absorver qualquer tipo de informação, o cuidado com a integridade física e mental conta muito. Afinal, a partir de um corpo e uma mente saudáveis, se consegue manifestar o melhor de cada um. “Muitos não entendem a importância de se cuidar da saúde, ainda mais falando sobre a carreira. Contudo, a partir dessa atitude, é possível equilibrar produtividade e ter bem-estar. Então, é primordial tomar conta disso para se relacionar melhor com as emoções, a fim de cessar os julgamentos, pois somente assim conseguiremos aprender com nossas experiências”, recomenda Toyama. 

De acordo com a psicóloga Ana Ferreira, de Brasília (DF), temos algumas estratégias para tentar conservar nossa sanidade mental o mais equilibrada possível, diminuindo as reações de estresse e ansiedade. “Estamos passando por algo completamente novo, precisamos nos confinar, mudar completamente nosso dia a dia, parar atividades. Isso certamente nos impacta, mas temos como tratar”, analisa.

Dicas

Para auxiliar neste importante passo, Rebeca deixa cinco dicas para desenvolver a habilidade de pensamento crítico, análise e inovação:

1 - Cuide do corpo para não comprometer sua capacidade de sentir o momento presente. Uma vida equilibrada e saudável, tendo em vista a presença da tecnologia na rotina deve ser uma meta. Ergonomia, pausas programadas, ingestão de água, sono de qualidade, adoção de uma dieta balanceada são aliados neste processo.

2 - Fique atento à forma como suas emoções interferem em sua análise. Para isso, planeje uma rotina e siga o planejamento. Não respeitar seu espaço pessoal leva a um estresse prejudicial ao desempenho profissional.

3 - Entenda: sua mente não é você, e sim um instrumento poderoso e você deve aprender usá-lo a seu favor: meditação, relaxamento, yoga, mindfulness, costuma ajudar.

4 - Cuidado com o efeito manada e com as fake news. Ao receber uma informação observe a intenção da fonte e procure fatos os quais contraponham essa versão. Isso também vale tanto para o profissional, quanto para vida pessoal. Comentários paralelos, grupos de WhatsApp, redes sociais desconcentram e tiram o foco.

5 - Vá além de reproduzir informações. Desenvolva a capacidade de inovar e colaborar com seus pensamentos. Pesquise novos conteúdos, relacione temas já tratados e transforme ideias em ações.

Como você se prepara para o mercado do futuro?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe